Aula inaugural da Uemasul marca nova fase do ensino superior na região tocantina

Nos três turnos o auditório do campus de Imperatriz esteve lotado de alunos, professores e convidados que foram prestigiar o primeiro dia de aula da mais nova universidade pública do Brasil. A Uemasul já tem pouco mais de 70 dias de funcionamento e em meio a planejamentos, obras e expansão, com a aula inaugural, passa a ser realidade para toda a comunidade.

Com as salas de aula reformadas e tudo pronto para o início do período letivo, os alunos foram acolhidos com uma programação que tinha como um dos objetivos, apresentar a nova instituição aos alunos. “Já deu para perceber a mudança, principalmente nas salas de aula que já estão melhores. Foi muito importante a gente conhecer como vai funcionar a Uemasul e quem está a frente dessa mudança”, afirmou Marcelo Lima, que cursa o 3°  período de Administração.

As aulas magnas, além de simbólicas e festivas, também foram informativas e ajudaram os alunos calouros a se ambientarem ao convívio acadêmico. Carlos Alves é calouro e achou muito positiva o evento. “No início a gente fica meio deslocado, tentando entender o que está acontecendo. Quando a gente vê a instituição se preparando para nos receber, a gente se sente mais integrados”, afirmou.

Para a reitora da Uema Sul, Elizabeth Nunes Fernandes, a avaliação do evento é extremamente positiva. “Além da participação dos professores Dra. Orleane Evangelista e Dr. Fagno Soares, a presença do secretário de estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada, mostra que a Uemasul ocupa um lugar de protagonismo quando falamos de engajamento da comunidade e do governo do estado” afirmou a reitora.

“Quando em uma aula inaugural os alunos do antigo CESI/UEMA tiveram a presença de um secretário de estado ou do reitor da instituição?”, questionou a reitora, mostrando que a autonomia e a regionalização do ensino superior é uma conquista que já começa a trazer bons frutos.

Cooperação Institucional

Ao tomar posse como reitora pro tempore, Elizabeth Nunes Fernandes assinou um termo de cooperação entre Uemasul e Secti. Ao fim de sua aula magna, Jhonatan Almada anunciou diversos benefícios para a Uemasul. “Já entregamos 5 notebooks novos para a administração superior, e vamos entregar 4 novos laboratórios básicos montados, 500 livros novos para a biblioteca. Além disso vamos garantir quatro bolsas exclusivas para Uemasul no programa Inácio Rangel e incluir a instituição no programa RNP de banda larga”, finalizou o secretário.

Outro termo de cooperação foi assinado na oportunidade, mas desta vez entre Uemasul e Fapema. O termo garante uma parceria por cinco anos, onde a Fundação de Amparo à Pesquisa e Desenvolvimento Científico do Maranhão se compromete em colaborar com o desenvolvimento e consolidação da Uemasul. “É com muito orgulho que anunciamos que fruto deste termo, vamos oferecer 80 bolsas de iniciação científica para Uema Sul. Serão 40 através da FAPEMA e outras 40 com orçamento próprio. Saímos de apenas 37 bolsas enquanto CESI/UEMA ano passado para 80. Sem dúvida vivemos um novo tempo!”, finalizou Elizabeth Nunes Fernandes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *