Mais de 29 mil inscritos para concurso da rede municipal de ensino de São Luís

Mais de 29 mil candidatos estão inscritos no concurso público da Prefeitura Municipal de São Luís para a área da Educação. São oferecidas 822 vagas para os níveis médio e superior. As provas serão realizadas dia 5 de fevereiro. A previsão é que a lista dos locais de prova seja divulgada até o final deste mês.

Os candidatos podem ter acesso à confirmação de inscrição acessando o site do Centro Brasileiro de Pesquisa, Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe\UnB), realizadora do certame, por meio do link http://www.cespe.unb.br/concursos/pref_saoluis_16/

O concurso público para a área da Educação é parte de um conjunto de ações que estão sendo promovidas pela administração do prefeito Edivaldo para estruturar a Educação municipal. Entre as prioridades está a diminuição do déficit de professores, bem como oportunidades de formação continuada e outras ações para valorizar a categoria.

O secretário municipal de Educação (Semed), Moacir Feitosa, pontuou a importância do concurso. “Esse processo se soma à série de medidas da gestão do prefeito Edivaldo para elevar a qualidade do ensino na rede municipal e influi direta e positivamente em uma educação mais qualitativa às nossas crianças e jovens”, enfatizou.

A secretária municipal de Administração (Semad), Mittyz Fabíola Carneiro Rodrigues, destacou que o concurso tem como objetivo não só a melhoria na prestação dos serviços educacionais, mas também a implementação de projetos voltados à Educação Especial. “São ações que se somam a outras medidas que serão também implantadas pelo prefeito Edivaldo durante esta gestão. Acreditamos que excelentes profissionais serão selecionados através deste concurso e incorporados aos que já compõe nosso quadro de servidores”, enfatizou a gestora.

OPORTUNIDADES

O concurso público oferece vagas na área do magistério para professores de artes, ciências, educação física, educação infantil, filosofia, ensino religioso, geografia, história, inglês, língua portuguesa, matemática, atendimento educacional especializado, braile, língua brasileira de sinais, intérprete de língua brasileira de sinais, suporte pedagógico e professor 1° ao 5° ano.

No nível médio, as vagas são destinadas aos cargos de cuidador escolar, monitor de transporte escolar e para transcritor e adaptador de Sistema Braille.

No nível superior, há oportunidades nas áreas de arquitetura, assistência social, engenharia civil, fonoaudiologia, nutrição, psicologia, revisor de braile e terapia ocupacional.

Os salários para nível médio são de R$ 1.112,09 e de até R$ 2.661,20 para nível superior. O concurso conta ainda com banco de reservas, para ser acionado no caso de surgir novas demandas. O processo tem validade de dois anos.

VALORIZAÇÃO

Projetos de melhoria da educação e de estímulo ao professor são marca da gestão do prefeito Edivaldo na área. As primeiras ações para reforçar o quadro de professores na rede municipal de ensino começaram em 2013, com a realização de um processo seletivo simplificado para a contratação emergencial de 650 professores.

A formação continuada é outro diferencial. Em parceria com a Vale, a Prefeitura de São Luís capacitou professores na área de Educação de Jovens e Adultos, por meio do projeto EJA/Pro. Em outra iniciativa da Prefeitura, os educadores foram inseridos no projeto Ciranda do Aprender, iniciado em março do ano passado e que durante oito meses promoveu ações de reforço das práticas pedagógicas em sala de aula.

Outra ação é na área de Educação Especial: entre os anos de 2013 e 2016, a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) garantiu a formação de 1.568 educadores em cursos da área de Educação Especial. Os professores foram capacitados em Libras, Braille, Soroban, Educação Física Inclusiva, Autismo, Altas Habilidades e Educação Especial na Perspectiva Inclusiva. O objetivo das formações é habilitar o professor para atender aos estudantes com deificência no contexto da sala de aula.

Por meio de parceria com a Universidade Estadual do Maranhão (Uema), a Prefeitura de São Luís também viabilizou 250 vagas de graduação em Pedagogia, na modalidade à distância, para professores da rede municipal e também de escolas comunitárias, que até então possuíam apenas o magistério. Também foram viabilizadas cerca de 80 vagas em cursos de pós-graduação, em especialidades como Educação no Campo, Ensino da Genética e Psicologia da Educação, entre outros temas.

Ainda como parte da política de valorização dos professores da rede municipal de ensino, a Prefeitura de São Luís tem investido sistematicamente na remuneração da categoria. Na capital maranhense, os docentes recebem salários 22,48% acima do novo piso nacional, anunciado na última quinta-feira (12), pelo Ministério da Educação (MEC).

Prefeitura divulga calendário de matrícula da educação infantil

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) divulgou o calendário de pré-matrícula, matricula e rematrícula para alunos da Educação Infantil da rede municipal, durante reunião realizada nesta terça-feira (10), com gestores da área. O objetivo do encontro foi orientar sobre procedimentos e critérios para receber alunos na faixa etária de 3 a 5 anos de idade para o ano letivo de 2017.

A pré-matrícula para o ano letivo de 2017 nas Unidades de Educação Básica de Educação Infantil serão feitas de 16 a 20 de janeiro. A rematrícula ocorrerá de 2 a 13 de janeiro e as matrículas de 23 a 27 de janeiro. As inscrições para a solicitação de vagas deverão ser feitas pelos pais ou responsáveis legais da criança na instituição onde está sendo pleiteada a vaga.

O secretário de educação, Moacir Feitosa, esclarece que os critérios para matrícula e rematrícula foram elaborados em atendimento às estratégias da meta 1 do Plano Nacional de Educação (PNE) e em conformidade com as orientações do Tribunal de Contas da União (TCU).

“A Educação Infantil, primeira etapa da Educação Básica, é um direito humano e social, portanto um direito de toda criança, promovendo a igualdade de oportunidades educacionais e o exercício da cidadania. A equipe da Semed elaborou um cronograma para realização de pré-matrículas que possibilitará atendimento em sua plenitude para os pais ou responsáveis das crianças”, ressaltou o titular da Semed.

A Semed orienta que para a pré-matrícula dos estudantes, os pais ou responsáveis devem apresentar, na própria escola, os seguintes documentos: certidão de nascimento ou carteira de identidade da criança, comprovante de residência, carteira de identidade (RG) e Carteira de Trabalho do pai/mãe e/ou responsável. Todas as inscrições no cadastro de solicitação de vagas, sem exceções, passarão a formar a lista de pré-inscritos, conforme faixa etária informada.

MATRÌCULA E REMATRÍCULA

A Superintendência da Área de Educação Infantil (Saei), destaca que as rematrículas e matrículas acontecerão diretamente na escola.

Para o processo de matrícula, os pais ou responsáveis deverão levar os documentos originais e cópias da certidão de nascimento ou carteira de identidade; RG e CPF dos pais ou responsáveis; comprovante de residência, carteira de vacinação da criança, 2 fotos 3×4 da criança, NIS do responsável e da criança beneficiária do Bolsa Família.

A Semed esclarece ainda que a matrícula de crianças com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento, altas habilidades ou superdotação, é compulsória e deverá ser efetivada direito na escola mais próxima de sua residência. As crianças com surdez devem ser encaminhadas à Superintendência da Área de Educação Especial (Saee), no térreo da Secretaria Municipal de Educação, para os procedimentos de matrícula.

A gestora da U.E.B. Bernardina Spíndola, Sylvia Tereza Fontinhas, as ações da Semed fortalecem o processo de integração da gestão com a comunidade. “A procura já começou em nossa escola, este aumento é resultado dos avanços na educação municipal e do investimento que a Prefeitura de São Luís tem feito na melhoria da infraestrutura da rede e na capacitação dos profissionais”, disse.

Prefeitura divulga novas datas de formação para profissionais do Projovem Urbano

projovem-urbanoA Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), inicia nesta segunda-feira (16), o período de orientação e formação para os 120 profissionais que atuarão no Projovem Urbano. Todos os encontros serão realizados no auditório do Hotel Praia Mar, localizado à Avenida São Marcos, Quadra Comercial, nº4, na Ponta D’Areia. Os profissionais que atuarão no Projovem Urbano foram classificados entre mais de quatro mil inscritos em processo seletivo realizado pela Prefeitura de São Luís em fevereiro.

O secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, destacou que a realização do Projovem Urbano em São Luís, através de parceria com o governo federal, atende à política do prefeito Edivaldo para a área da Educação. “O trabalho desses educadores e educadoras classificados para atuar no Projovem será de fundamental importância para o sucesso deste programa. Os jovens de nossa cidade terão tanto a oportunidade de aumentar o nível de escolaridade, concluindo o Ensino Fundamental, quanto de conseguir um emprego formal e elevar a renda, uma vez que o Projovem oferece também qualificação profissional”, enfatizou.

Entre os dias 16 e 21 de março, serão realizadas as reuniões de formação para os educadores que ministrarão aulas nas áreas de Língua Portuguesa, Inglês, Matemática, Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Participação Cidadã, Telemática, Construção e Reparos II e Serviços Pessoais. Para esses profissionais, as formações serão nos períodos vespertino e noturno, das 13h às 21h.

No dias 17 e 18 de março, das 8h30 às 12h, será a vez dos educadores de acompanhamento ao acolhimento de crianças. Eles trabalharão nas salas de acolhimento, prestando assistência aos filhos dos estudantes do Projovem Urbano. Já no dia 19 de março, das 8h30 às 12h, será a vez dos profissionais de apoio na preparação do lanche. A participação dos classificados nas formações é obrigatória, sendo fator condicionante para a contratação.

SAIBA MAIS

O Projovem Urbano é voltado para jovens de 18 a 29 anos que já são alfabetizados, mas ainda não concluíram o Ensino Fundamental. Por meio do programa, o jovem pode concluir essa etapa da vida escolar em 18 meses, período em que são oferecidas também aulas de informática e um curso de iniciação profissional. O programa oferece ainda bolsa-auxílio de R$ 100 por mês e disponibiliza salas de acolhimento para os filhos dos estudantes no período em que os pais estiverem nas aulas. Para esta edição, são disponibilizadas 2100 vagas em 21 escolas da rede municipal de ensino. Mais informações estão disponíveis no site www.saoluis.ma.gov.br ou pelo telefone 3212 8218.

80% das escolas de São Luís estão funcionando regularmente

Secretário Geraldo Castro visita UEB Rubem Goulart, em pleno funcionamento

Secretário Geraldo Castro visita UEB Rubem Goulart, em pleno funcionamento

A Prefeitura de São Luís está garantindo o pleno funcionamento das atividades educacionais e nutricionais em mais de 80% das escolas da rede municipal de ensino, que não aderiram ao movimento organizado pelo Sindicato dos Professores. Esta semana, o titular da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Geraldo Castro, visitou algumas dessas unidades para acompanhar o funcionamento e a rotina de trabalho desempenhado nessas escolas.

Uma das unidades visitadas pelo secretário foi a Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Rubem Goulart, na Cohab, que atende a quase mil alunos, nos três turnos. A escola é uma das quais todas as atividades socioeducativas e de segurança alimentar estão sendo desenvolvidas, assim como as ações extracurriculares previstas no cronograma letivo.  A rede municipal de ensino tem um total de 252 unidades básicas de ensino fundamental e infantil.

“Estamos trabalhando muito para garantir o funcionamento das unidades em sua plenitude. Tivemos um retorno significativo de professores ao trabalho, fazendo com que atingíssemos um índice de 80% de unidades em funcionamento total ou parcial. Isso nos possibilitou resgatar o dia a dia das escolas e manter as atividades educacionais costumeiras para garantir a permanência das crianças em sala de aula, com atividades de esporte, culturais, merenda escolar e todas as demais ações inerentes à comunidade educacional”, afirmou Geraldo Castro.

O secretário garantiu que o calendário escolar vai ser totalmente cumprido dentro da reposição necessária, nas escolas onde houve a paralisação. Já nas unidades que não pararam, a conclusão das atividades será dentro do calendário previamente firmado. “O fato é que teremos o respeito total à Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), garantindo todo o cumprimento de dias e horas letivos preconizados pela lei”, garantiu o secretário.

Segundo ele, o mais importante é que seja feita a organização do calendário, com apoio dos professores. “Estamos no momento em que o entendimento é do interesse de todos os setores e não devemos permitir que as perdas por essa situação recaiam sobre nossos alunos. Temos de garantir que recebam suas aulas e que participem de todas as atividades escolares previstas”, enfatizou.

NEGOCIAÇÃO

A greve dos professores foi decretada ilegal pelo Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA). O posicionamento foi reafirmado no último dia 15 deste mês, quando as Primeiras Câmaras Cíveis Reunidas, órgão colegiado do TJMA, votou, por unanimidade, pela ilegalidade do movimento paredista. A decisão contrariou recurso do Sindeducação e reiterou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que também já havia considerado a greve dos professores ilegal. Em todas as decisões, a Justiça ordena o retorno imediato dos professores ao trabalho.

“A Prefeitura participou de todas as rodadas de negociação com a categoria, sempre com a presença de representantes da Semed. Nessas conversações tivemos avanços significativos. Não é do interesse da Prefeitura nem da categoria que tenhamos o prolongamento dessa situação”, declarou Geraldo Castro.

Prefeito Edivaldo garante o programa do Leite a partir desta segunda

Leite chega às escolas nesta segunda-feira

Leite chega às escolas nesta segunda-feira

Complemento à alimentação e estímulo para a permanência do aluno em sala de aula reduzindo a evasão escolar. Este é o objetivo do programa Leite na Escola, executado pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria de Segurança Alimentar (Semsa), em parceria com a Secretaria de Educação (Semed). O programa será apresentado, nesta segunda-feira (10), em solenidade na U.E.B. Tancredo Neves, bairro Cidade Operária, a partir das 8h30, com entrega simultânea nas unidades de ensino da rede municipal.

“Esta é mais uma ação para garantir a qualidade do ensino das nossas crianças. Este foi um compromisso que assumimos ainda na campanha eleitoral e empenhamos todos os esforços necessários para a retomada do programa melhorado, desde o início da gestão. Enfrentamos muitas dificuldades devido às contestações judiciais das concorrentes e agora está garantido mais este importante benefício para os estudantes da rede municipal”, destaca o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, que estará presente na solenidade de apresentação e degustação do leite. O evento terá ainda presença dos titulares da Semsa, Fatima Ribeiro; e da Semed, Geraldo Castro; além de alunos, pais, gestores escolares e autoridades convidadas.

A secretária Fatima Ribeiro fará a apresentação do produto. “Com a distribuição do leite aos alunos estamos cumprindo a determinação do prefeito Edivaldo e concretizando uma das maiores ações da Segurança Alimentar, de grande responsabilidade social e muito esperada pela comunidade”, ressalta a titular da Semsa.

Ela destaca ainda que as crianças necessitam de alimentação saudável para que possam se desenvolver plenamente. “A realização do programa Leite na Escola demonstra o compromisso do prefeito em garantir todos os instrumentos para uma educação cada vez mais cidadã e para a saúde das crianças”, disse a titular da Semsa.

O Leite na Escola é um importante programa das políticas públicas da Segurança Alimentar do município e integra a merenda escolar. O leite é rico em vitaminas e minerais importantes para a faixa etária atendida pelo programa garantindo um crescimento saudável e melhor aprendizagem escolar.

O acompanhamento das etapas de distribuição, assim como cumprimento dos critérios para acesso ao benefício, será feito pela Semed através dos diretores das unidades escolares. Fatima Ribeiro lembra que os pais terão papel decisivo no recebimento e preparo do leite para que seus filhos tenham um bom resultado na escola. “O objetivo é garantir que o leite chegue a todos os alunos da rede municipal e seja consumido de forma adequada”, diz.

A execução do programa foi um compromisso assumido pelo prefeito em campanha e defendido desde o início da gestão. Por questões judiciais entre as empresas participantes, a licitação, que iniciou em janeiro do ano passado, foi concluída apenas em novembro. O produto foi adquirido, mas por impedimento judicial não pode ser entregue, o que só se tornou possível no calendário escolar deste ano, por decisão da própria Justiça.

O programa Leite na Escola atende alunos devidamente matriculados e assíduos, da Educação Infantil (escolas regulares e creches) e do Ensino Fundamental da rede municipal e escolas comunitárias conveniadas. Os alunos recebem um quilo de leite em pó por mês.

Prefeitura cumpre acordo e paga cooperados e terceirizados da Educação

Secretário de Educação, Geraldo Castro, em reunião com terceirizados.

Secretário de Educação, Geraldo Castro, em reunião com terceirizados.

A Prefeitura de São Luís dará início nesta quarta-feira (15) ao pagamento de 771 cooperados e terceirizados da Secretaria Municipal de Educação (Semed), em cumprimento ao acordo individual firmado em dezembro do ano passado. O repasse feito pelo Executivo Municipal totaliza R$ 564 mil, correspondendo ao pagamento de mais de três das parcelas do acordo de uma só vez.

Os recursos para o pagamento dos cooperados foi assegurado e liberado, honrando o compromisso estabelecido com os trabalhadores. “Nossa gestão busca, antes de tudo, valorizar as pessoas: tanto os cidadãos ludovicenses quanto os trabalhadores que nos ajudam a construir uma cidade melhor. Estamos garantindo o cumprimento do prazo acertado e efetivando um pagamento acima do programado, demonstrando nosso respeito aos trabalhadores”, afirma o prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

O montante, a ser depositado em juízo, contempla todos os trabalhadores das empresas Result Consultoria e Gestão e Multicooper Maranhão que prestaram serviços para a Prefeitura de São Luís e assinaram o acordo individual. Tal pacto foi celebrado a partir de conciliação de ação civil pública conduzida pelo juiz titular da vara trabalhista, Paulo Mont’Alverne, e homologado pelo Procurador Regional do Trabalho, Maurel Mamede Selares.

Para o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro, a conquista é resultado do comprometimento da gestão e de uma intensa rotina de trabalho. “Durante todo o processo, mantivemos reuniões com os servidores, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior empenhou-se em dar máxima celeridade e reservar recursos prioritariamente para o início da quitação da dívida com os cooperados. Agora, cumprimos o combinado, respondendo às demandas com justiça e responsabilidade”, disse.

No processo de negociação da dívida com os trabalhadores, que foi deixada pela gestão anterior, cooperados e terceirizados apresentaram documentação – que comprovou o trabalho no período para o qual reivindicavam pagamento. Além de uma equipe da Semed, liderada pelo próprio secretário Geraldo Castro, os trabalhos da assinatura dos acordos individuais foram acompanhados pelos vereadores Fábio Câmara (PMDB), Rose Sales (PCdoB) e Damasceno Moreira (PSL).

Resta agora Fábio Câmara ter a ombridade de retirar o protesto dele e mais quatro “gatos pingados” fizeram em frente à prefeitura de São Luís.

Geraldo Castro é empossado por Edivaldo Holanda Jr.

Prefeito Edivaldo assinou a posse de Geraldo Castro.

Prefeito Edivaldo assinou a posse de Geraldo Castro.

“Agradeço a confiança do prefeito e a palavra dos amigos. Peço a Deus que ilumine nossos caminhos para não falharmos na jornada a favor da educação de São Luís”. Com esta declaração, tomou posse na manhã desta sexta-feira (1°) o novo secretário de educação de São Luís.

Geraldo Castro assume o comando da Semed sob a responsabilidade de dar uma guinada na gestão educacional do município.

Geraldo Castro será o secretário de Educação de São Luís

Foto: Felipe Klamt.

Foto: Felipe Klamt.

O professor Geraldo Castro Sobrinho é o novo secretário de Educação de São Luís. Geraldo estava exercendo a função de assessor especial para habitação na capital e assumirá o comando da educação municipal. O professor foi escolhido durante reunião da cúpula da prefeitura da capital no final da tarde e início da noite desta quinta-feira (31).

O nome do atual assessor especial de Habitação se tornou ainda mais forte pelas ações à frente do problema habitacional de São Luís. Mesmo sem ser secretário, Geraldo tem sido um dos auxiliares do governo Edivaldo de maior destaque, com muitas ações noticiadas na mídia maranhense. Foi o primeiro nome a ser indicado pelo PCdoB ainda e chegou perto de ser oficializado ainda na noite da última segunda-feira.

Neste momento, o novo secretário está em reunião com o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC), o secretário de governo, Rodrigo Marques, e o secretário de comunicação, Márcio Jerry, para definir os detalhes da posse.

Professor Lisboa não será secretário porque será candidato em 2014

Professor Lisboa tem relação estreita com Flávio Dino.

Professor Lisboa tem relação estreita com Flávio Dino.

O vereador professor Lisboa (PCdoB) foi altamente cotado para ser secretário municipal de Educação. Mas o vereador é pré-candidato a deputado estadual em 2014  e se assumisse a Semed agora ficaria seis meses na pasta que teria que passar por nova troca.

O blog conversou com o vereador sobre a possibilidade. Ele reafirmou que projeto é ser candidato em 2014. Lisboa disse que apesar da vaga ser do PCdoB o partido não está pressionando o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) pela escolha. “O partido deixou o prefeito bem à vontade. Em um acordo político a vaga é do PCdoB. Cabe ao prefeito nomear um nome do partido. Nós estamos muito tranquilos com relação a isso”, pontuou.

O prefeito de São Luís está cumprindo agenda em Brasília e também discute por lá com Flávio Dino a indicação do secretário. A escolha deve sair ainda hoje.

Geraldo Castro: o mais cotado para assumir a Educação

Ações na Habitação credenciaram mais Geraldo Castro para Educação.

Ações na Habitação credenciaram mais Geraldo Castro para Educação.

Na montagem do secretariado do governo Edivaldo Holanda Júnior ele já era o mais cotado para assumir a pasta, mas acabou preferindo gerir o programa Minha Casa  Minha Vida em São Luís. Desta vez, dificilmente ele deverá negar a tarefa. O professor Geraldo castro é o mais forte candidato para assumir a secretaria municipal de Educação de São Luís.

Castro é militante da área educacional há muitos anos. Como a pasta é de indicação do PCdoB, é o nome mais forte do partido. Além de conhecer a pasta, tem o perfil político que a delicada secretaria exige. conhece os vereadores e sabe atuar sob pressão.

O nome do atual assessor especial de Habitação se tornou ainda mais forte pelas ações à frente do problema habitacional de São Luís. Mesmo sem ser secretário, Geraldo tem sido um dos auxiliares do governo Edivaldo de maior destaque, com muitas ações noticiadas na mídia maranhense.

As conversas para que ele assuma estão avançadas e será surpresa se outro nome for o anunciado.