Rodoviários fazem operação tartaruga por uma hora nesta quarta-feira

Protestos contra reforma da previdência em São Luís. Ônibus param parcialmente entre 10h e 11h.

O presidente do sindicato dos rodoviários, Isaías Castelo Branco, confirmou que como parte das manifestações que acontecem em todo país, irá realizar operação tartaruga entre às 10h e 11h na capital maranhense. Neste período vai haver redução da frota em circulação.

Em todo país ocorrem manifestações contra a reforma da previdência. “Vamos conversar co os trabalhadores e usuários sobre a importância do dia de hoje e discutir a reforma da previdência, que também será muito maléfica para o trabalhador do transporte público”, afirmou Isaías ao repórter da Rádio Difusora FM, Bial Mendes.

Neste momento, sindicalistas protestam na Praça Deodoro contra as reformas.

Em Sã Paulo, trens, metrôs e ônibus foram paralisados no início da manhã mas já voltaram a circular. Em Brasília, manifestantes ocuparam o Ministério da Fazenda.

Primeira audiência pública sobre Uber será no dia 23 deste mês

A Câmara Municipal aprovou requerimento do vereador Marcial Lima sobre audiência pública para discutir a implementação do Uber em São Luís. O requerimento foi aprovado e foram convidados também representantes da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte e promotoria do consumidor. A data está definida e audiência será dia 23 de março.

O projeto do vereador Paulo Victor, de regulamentação do Uber, segue em tramitação nas comissões. A galeria da Câmara estava tomada por taxistas nesta segunda-feira (6), que pressionaram contra o projeto.

Os vereadores têm sentido a pressão e querem discutir uma alternativa protecionista para os taxistas. O presidente da Casa, Astro de Ogum, foi o primeiro a salientar defesa da classe dos taxistas. “Não somos contra vocês, taxistas. Vamos dialogar, porque o diálogo  é o maior método na busca de solução para qualquer problema. Vocês são peça importante na nossa engrenagem social e, por isso, temos que  conversar”, afirmou.

Chapa de Honorato é favorita para vencer a eleição do PT em São Luís

A chapa encabeçada pelo vereador Honorato Fernandes deve ser eleita para comandar o PT em São Luís. Honorato conseguiu aglutinar apoios de Grande parte da CNB, da Resistência Petista e outras tendências menores do partido. A candidatura do atual presidente, Fernando Magalhães, tem minguado e não deve se sustentar. O PED (Processo de Eleição Direta do PT) em São Luís está marcado para o dia 9 de abril.

Honorato tem dito que a sua candidatura é marcada justamente pela unidade de lideranças de todas as tendências. Mesmo pessoas ligadas a diferentes candidaturas à presidência estadual do partido têm entrado em consenso pela eleição do vereador.

“Trata-se de um esforço coletivo de vários militantes petistas que têm buscado o exercício da unidade e, como resultado, surge uma chapa plural em que se reconhece erros e se busca valorizar os acertos. A nossa proposta é resgatar militantes históricos que sonham um novo momento para o partido, apesar das dificuldades conjunturais, dispondo-se a repactuar novas relações e caminhos em defesa da sociedade”, afirmou Honorato.

Honorato foi líder do prefeito Edivaldo na Câmara e se tornou o primeiro vereador reeleito pelo PT na história da Câmara Municipal de São Luís. Neste mandato, conseguiu posto importante na Mesa Diretora da Casa e é o 1º secretário do legislativo.

O vereador tem dito que sua chapa tem diretriz muito clara de aliança com o prefeito Edivaldo e com o governador Flávio Dino. E tem o apoio do representante do PT no primeiro escalão da prefeitura, o secretário de Cultura, Marlon Botão. “O Partido dos Trabalhadores vive um momento histórico de reconstrução e fortalecimento. Se refazer internamente é o primeiro passo para recuperarmos o protagonismo conquistado. Em São Luís, o companheiro Honorato Fernandes, nosso candidato a presidente do diretório municipal, de forma inédita, reúne diversas forças que compõem o nosso partido, com o compromisso coletivo de somar para Unir e Renovar”, declarou Botão.

Berenice Gomes,Cecília Amim, Jesus Abreu, Joab Jeremias e Marlon Botão: chapa de Honorato reúne apoio de diversas tendências petistas

 

 

 

Evitar alagamentos é dever de todos

Lixo obstruiu passagem da água no Rio Calhau e causou alagamentos e erosão

A forte chuva que caiu em São Luís na última quarta-feira (1º) reascende o debate sobre os problemas estruturais e comportamentais em São Luís. A cidade nasceu de forma desordenada e a cada nova construção autorizada, como os grandes prédios do Renascença, não foram previstos os sistemas de drenagem.

Na última quarta, choveu 16,5% do previsto para todo o mês de março. Ou seja, ainda teremos muita chuva este mês. Após as chuvas da quarta, as equipes da prefeitura trabalharam para desobstruir os canais e galerias no Coroado, no Cohafuma, São Francisco, Holandeses entre outros. O problema é a enorme quantidade de lixo tapando os bueiros e bocas de lobo.

Um grande exemplo se dá na rua Santo Antônio, no Calhau, onde a enorme quantidade de lixo descartado de forma irregular obstrui a passagem de água provocando inundações e erosão na pista (fotos que ilustram o Blog).

Máquinas limpam e, logo após, todo tipo de lixo é jogado de forma irregular. Assim é impossível evitar enchentes

É fato que em lugares de alagamento histórico onde a prefeitura fez intervenções, o serviço deu resultado. Não foram registrados alagamentos na Apaco, Santa Clara, Curva do Noventa, elevados, Gangan, Cohatrac e Coroadinho.

Agora, com tantos problemas já históricos e que a prefeitura precisa resolver, a população tem que ajudar não descartando lixo de forma irregular, obstruindo a drenagem. As carretas da prefeitura recolhem de 250 a 300 toneladas somente de lixo descartado irregularmente. Essa enorme quantidade não diz respeito a coleta normal de lixo. Imaginem o quanto de lixo irregular que a prefeitura não dá conta de recolher. A cidade tem um sério problema de descarte irregular que só se resolve com conscientização das pessoas.

Enquanto não houver consciência disso, a cada período chuvoso vamos conviver com as enchentes.

Máquina retira o lixo irregular em pontos do Contorno do Sá Viana. Falta de conscientização

Trabalho de retirada de lixo ao lado da Funasa, no Centro

Defesa Civil emite alerta de tempestade no Maranhão para esta sexta

Não bastasse a forte chuva que caiu em São Luís na noite da última quarta-feira (1º), os problemas com o tempo devem ser mais fortes nos próximos dias. A Defesa Civil emitiu alerta de tempestade para a manhã desta sexta-feira (3).

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), ocorrerão pancadas de chuva localizadas que virão acompanhadas de descargas elétricas, rajadas de vento e acumulados de precipitação pontuais.

A Defesa Civil mapeou 60 áreas de risco em São Luís.

Em tempo: como todos perceberam, a previsão não se concretizou e fez um sol “de rachar”. Mas a perspectiva é de muita chuva no mês de março.

Forte chuva causa grandes transtornos em São Luís

Do MA10 – As fortes chuvas que se precipitaram em São Luís na noite dessa quarta-feira de cinzas (1º) causaram novos transtornos em pontos diferentes da capital. Por mais de uma hora, a chuva torrencial deixou prejuízos em muitos bairros.

Um ponto em que é comum alagamentos durante o período chuvoso, situado próximo à Avenida Colares Moreira, no Renascença 2, voltou a ficar alagado, submergindo carros. Pedestres que tentavam atravessar a água para ajudar na travessia do veículo tiveram que enfrentar água de chuva na altura do abdômen.

Muitas pessoas também ficaram ilhadas em paradas de ônibus e dentro de carros. Neste vídeo, condutor e passageiros saem rapidamente deste carro que não conseguiu passar pela inundação.

Segundo internautas, o mesmo incidente se repetiu nos bairros São Francisco, Centro, Angelim e Cohab.

Por causa das inundações, um acidentes de trânsito envolvendo dois carros de passeio foi registrado no bairro Jardim Renascença I. O veículo que ía na frente freou para não entrar no alagamento e o carro que vinha logo atrás derrapou na pista molhada e bateu na traseira do primeiro. O acidente aconteceu por volta das oito e meia da noite. Ninguém ficou ferido.

Também por causa da chuva, alguns quarteirões do mesmo bairro ficaram sem energia elétrica durante 3 horas.

Em algumas casas situadas no bairro da Lagoa, em São Luís, os estragos também foram sentidos quando o volume de água adentrou as casas, levando lama e muita sujeira.

Nas áreas de risco, acidentes são ainda mais prováveis após as intensas chuvas, uma vez que as águas pluviais encharcam o solo dessas áreas, deixando o terreno mais frágil e mais propenso a ceder.

De acordo com as previsões meteorológicas do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual do Maranhão, a previsão de possibilidade de chuva para esta quinta-feira (02) é de 61%.

Favela do Samba é a grande Campeã do Carnaval 2017

Com o enredo “União… São Luís… Artur Azevdo… um templo do povo… O templo do carnaval”, a Favela do Samba conquistou mais um título do carnaval de São Luís em 2017. A Escola levou o 17º título e se tornou a maior campeã da cidade.

A homenagem ao Teatro Arthur Azevedo rendeu um belo desfile na Passarela do Samba e uma pontuação final de 239,7. A Favela ficou à frente da Turma do Quinto por 5 décimos.

As escolas de samba foram avaliadas em nove quesitos: alegorias e adereços, bateria, comissão de frente, enredo, evolução e conjunto, letra do samba, fantasia, melodia, mestre sala e porta bandeira.

1º – Favela do Samba – 239,7

2º – Turma do Quinto – 239,2

3º – Flor do Samba – 239

4º – Império Serrano – 238,4

5º – Turma de Mangueira – 238,4

6º – Marambaia do Samba – 237,8

7º – Terrestre do Samba – 234,2

8º – Mocidade Independente da Ilha – 231,5

9º – Túnel do Sacavém – 231,4

10º – Unidos de Fátima – 233,7 (penalidade de cinco pontos)

11º Unidos de Ribamar – 231,9 (penalidade de 10 pontos)

A reinvenção do Carnaval de São Luís

Não sei se os organizadores do Carnaval de Todos, quando decidiram apoiar o Bloco do Baleiro, tinham a consciência do impacto que ele teria na cena cultural maranhense. Abriu-se a partir desta Terça Gorda de 2017 uma avenida para reconstrução do Carnaval ludovicense. Garanto que se ano que vem tivermos três dias de Bloco do Baleiro, uma grande parcela da população não viajará para o interior no carnaval.

Temos de assumir primeiramente que nossa tradição carnavalesca sempre andou ali meio encabulada, à sombra da festa maior de nosso estado, o São João.

Mas o que se viu na Beira Mar este ano dá esperanças de arquitetação de um Carnaval genuinamente maranhense.

Primeiro, porque em plena crise que assola o país, o Centro da cidade foi tomado por foliões dispostos a comemorar.

Segundo porque a atração em pauta já é velha conhecida dos maranhenses. Nenhuma atração inédita importada de outros estados, como já se tentou há outros Carnavais. Nem bem carnavalesca a atração era.

Mas eis que o encontro de Zeca Baleiro com a praça gerou uma explosão inédita de gente por todo canto de nosso Centro.

Recife construiu a exploração turística do Carnaval com um modelo parecido, levando consagrados artistas pernambucanos às ruas, para shows gratuitos. O resultado é que conseguiu em pouco mais de 20 anos, construir um espaço no roteiros de Carnavais do Brasil entre as super consolidadas Rio e Salvador. Que São Luís saiba, a seu modo e a seu tempo, também construir seu espaço.

Carnaval em São Luís propicia economia criativa

Vendas na folia garantem renda extra às famílias

Não é novidade para ninguém que em épocas de folia o comércio informal atende a uma demanda de vendas fortuitas ao longo dos dias oficiais de carnaval. Seja a água para saciar a sede, seja adereços de última hora para incrementar a fantasia, a certeza para o folião é a de que ele terá algo para comprar no período de festas.

Vendedores ambulantes experientes, jovens empreendedores e muita determinação, assim foram sendo os dias de vendas do ‘Carnaval de Todos 2017’. Nos circuitos de carnaval espalhados pela capital maranhense encontramos o exemplo de Thiago Beckman, 36 anos, ele afirma que há 5 anos vende bebidas e comidas para frequentadores do circuito Madre Deus e que esse trabalho rende uma quantia significativa para ele.

“Eu trabalho e me divirto. Acredito que nesta época dê para garantir um valor interessante para o restante do ano. Sou morador do bairro da Madre Deus e isso me ajuda na relação de venda com as pessoas, porque sempre posso reestabelecer meu estoque de maneira fácil”, afirma.

Outro exemplo encontrado, mas desta vez no circuito Beira-mar, foi o casal de jovens empreendedores João Urubatan e Lidya Lima. Juntos, eles venderam cerveja artesanal numa espécie de recipiente a qual chamam de “Beer Truck” (algo como “caminhão de cerveja”, em tradução livre).

O jovem casal colocou o empreendimento na rua, junto aos blocos de trio e eles fizeram bastante sucesso no circuito, as vendas só foram crescendo ao longo dos dias de folia, afirma João. “Quando começamos nós acreditamos na ideia e percebemos que tínhamos uma gama de clientes que estavam à espera de um serviço novo, como este e que os atendesse da melhor forma possível, sobretudo em espaços mais abertos como este”, finaliza.

Os circuitos chamam atenção dos foliões e estes acabam pagando por serviços dos mais variados. Serviços que vão das vendas de comidas a produtos de alegoria de fantasia de carnaval. E, se não fosse os dias de folia, certamente não teriam retorno em seus investimentos e na obtenção de renda extra para auxiliar no dia a dia em suas casas.

Blocos tradicionais empolgaram público da Passarela na noite de sábado

A segunda noite de programação da Passarela do Samba Chico Coimbra, no Anel Viário, atraiu centenas de famílias e foliões da cidade, no último sábado (25). Desfile e concurso de dezesseis agremiações de blocos tradicionais do grupo A marcaram a programação da noite do Carnaval de Todos, organizado pela Prefeitura de São Luís e Governo do Estado. O concurso da Passarela é um dos momentos mais importantes para os grupos, que mantém um processo de produção parecido com o das escolas de samba.

“A gente avalia que é preciso priorizar esse que é um grande espetáculo que envolve sentimento e regionalidade. O carnaval é explosão de alegria do povo e o prefeito Edivaldo junto com o governador Flávio Dino tornaram prioridade a realização do evento, no intuito de valorizar a cultura da nossa cidade. Nós desejamos que até terça-feira tenhamos todos um carnaval alegre, pra cima, com todas as famílias. Agradecemos também ao trabalho e empenho de todas as secretarias envolvidas”, destacou o vice-prefeito Júlio Pinheiro, que acompanhou a programação.

Este ano, a Passarela do Samba está realizando uma campanha solidária de arrecadação de alimentos que serão doados para a Associação de Parentes e Amigos dos Excepcionais (Apae). Os ingressos para a Passarela do Samba são adquiridos mediante a doação de 1kg de alimento não perecível, que é doado para a instituição. A iniciativa tem tido apoio do público. “Eu acho importante doar porque tem muita gente que precisa dessa ajuda. Todos os anos, eu venho para a Passarela porque é o lugar mais apropriado para vir com a família, sobretudo eu que tenho filhos pequenos. É mais seguro e confortável”, disse Dolores de Jesus, 32 anos, do Bairro de Fátima.

Além dela, outras famílias e grupos de amigos marcaram presença com muita alegria e paixão pelos blocos tradicionais. Com abadás padronizados, mulheres vestidas de “Penélopes Charmosas” agitavam a arquibancada com uma grande faixa de torcida pelo bloco Os Vampiros. “A cultura do bloco tradicional é uma tradição e uma paixão pra gente. Antigamente, nós éramos estimuladas pela rivalidade da disputa e isso foi mudando com o tempo. Nós amamos todos os blocos e nossa torcida tem muito amor e respeito pela diversidade dos grupos. Cada uma de nós tem algum amor ou familiar que desfila em diferentes blocos”, falou a foliã Rosângela de Azevedo.