A pré-campanha de Weverton pela chapa com Flávio Dino

Weverton em pré-campanha para a chapa PCdoB-PDT junto com membros importantes da ala dinista, como Luciano Leitoa e Edivaldo Holanda Júnior

O deputado federal Weverton Rocha segue percorrendo o Maranhão na pré-campanha para o Senado, levando para o interior a mensagem da chapa Flávio-Weverton para governo e senado. No último domingo (19), o deputado esteve em Codó e próprio governador iria ao evento, mas acabou tendo problemas de última hora e não comparecendo.

O titular do Blog acompanhou o evento e verificou a força do grupo de Flávio e Weverton. Durante sua fala, Weverton fez questão de enfatizar a importância da pré-campanha em prol do seu grupo de renovação da política maranhense.

“Sempre digo que uma candidatura majoritária não nasce de si mesma, é um projeto coletivo. Estou nesse projeto de renovação política do Maranhão, junto com jovens lideranças, como o governador Flavio Dino, de cujo campo político faço parte, e estamos ouvindo lideranças de outros partidos e de todos os municípios. Com a experiência dos que já estão na política e a vontade de fazer dos mais novos vamos fazer um pacto de diálogo é solução dos problemas do Maranhão”, afirmou o pré-candidato ao Senado.

O deputado federal tem não só tem articulado sua candidatura, mas sendo um elo do grupo mais próximo de Flávio com outras forças políticas. O que certamente fortalecerá a chapa Flávio-Weverton em 2018.

Flávio economiza mais da metade com aluguel de aeronaves em comparação com Roseana

Roseana no tempo em que o Maranhão realmente vivia farra de aeronaves

A falácia dos gastos com aluguel de aeronaves vociferada constantemente pelos sarneysistas cai por terra quando há a comparação entre os anos de 2014 com os demais sob a gestão do governador Flávio Dino. O atual Governo vem conseguindo reduzir a cada ano quase pela metade as despesas estaduais que eram praticadas nas gestões passadas com aluguel de aeronaves.

Só em 2014, último ano do governo Roseana Sarney, a administração estadual consumiu cerca de R$ 15 milhões dos cofres públicos estaduais com aluguel de jatinhos. Na época, as aeronaves alugadas eram usadas tanto pela ex-governadora quanto por membros do primeiro escalão do seu governo.

De acordo com edital de licitação para contratação de serviço de fretamento de aeronaves, lançado este mês, a estimativa do governo Dino para 2017 é investir R$ 7,7 milhões com aluguel de aeronaves, o que representa menos da metade do que foi gasto por Roseana em 2014 para o mesmo tipo de serviço.

Em comparação ao último ano da gestão Roseana, o governo do Maranhão vai garantir em 2017, uma economia de cerca de R$ 7,3 milhões – se gatos a totalidade do contrato – com esse tipo de contratação.

Legalidade e moralidade nas contratações

Após vencer as eleições em 2014 e antes mesmo de tomar posse no governo do Estado, Dino já havia anunciado que faria contrato de aluguel de aeronaves – já que a prestação desse tipo de serviço é imprescindível para qualquer administração pública -, mas ele garantiu que o faria pautado na legalidade e na moralidade dos gastos públicos, e desde que não consumisse cifras exorbitantes, como os R$ 15 milhões gastos por Roseana para esse tipo de serviço somente em um ano.

Com reduções de gastos como esses, Flávio Dino vem conseguindo, ano a ano, cumprir com as metas anunciadas por ele antes de assumir o governo do Estado.

Política maranhense em notas

Temer e Sarney são hostilizados

A chegada do presidente Michel Temer e sua comitiva ao Hospital Sírio-Libanês, por volta das 22h30 desta quinta-feira, foi marcada pro tumulto. Um grupo de manifestantes xingava ministros e senadores, enquanto eles deixavam a van e seguiam para dentro do prédio. Além de Temer, também estavam o ex-senador José Sarney e outros peemedebistas. Eles foram chamados de “golpistas, vagabundos e assassinos”. Dona Marisa faleceu nesta quinta-feira (2) em consequência de morte cerebral, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Flávio se solidariza com Lula

O governador Flávio Dino manifestou solidariedade ao ex-presidente Lula pela morte da ex-primeira dama Marisa Letícia.  “O (ex) presidente Lula fica viúvo pela segunda vez. Golpes duros de superar. Que Deus e a solidariedade do Brasil o fortaleçam. Minhas homenagens à primeira-dama Marisa Leticia Lula da Silva. Solidariedade ao presidente Lula e à sua família”, disse o chefe do executivo estadual.

E fala sobre Weverton para o Senado

O governador foi questionado por jornalistas sobre sua posição com relação às candidaturas ao Senado do seu campo, em especial do deputado federal Weverton Rocha. “Não discutimos ainda porque estamos no começo do terceiro ano de mandato. Ainda temos muita coisa pra fazer. É natural que o deputado Weverton e outros se coloquem com esta justíssima postulação. O deputado Weverton tem meu apreço, meu respeito tem uma atuação destacada na Câmara dos Deputados como líder do PDT. De modo que temos afinidades reconhecidas por todos. Agora mesmo constituímos o mesmo bloco parlamentar no Congresso. O PT, PDT e PCdoB formalizaram novo bloco ontem. Agora, não é hora de decisões. A hora agora é de gestão, de resultados, de direitos, e isso que a sociedade precisa”.

Humberto pede apoio a deputados da base

O presidente Humberto Coutinho em rápida fala, pediu apoio do governador Flávio Dino aos deputados da base aliada lembrando que tudo que foi enviado pelo governo foi aprovado pela Casa. “Teremos uma eleição muito difícil em 2018”, alertou. Questionado pelo Blog sobre o pedido Flávio disse que ainda é cedo para tratar da eleição. “Natural que todos pensem no futuro. Mas temos um novo calendário eleitoral no Brasil. O prazo de filiação agora é seis meses antes. Sem as filiações definidas, todas as movimentações políticas podem ser revistas Só teremos um novo quadro bem claro quando concluímos as filiações em abril de 2018. Antes, é tudo suscetível a revisão. É preciso calma”.

Fufuquinha na “cota de Cunha”

O deputado maranhense André Fufuca (PP) foi eleito 2º vice-presidente da Câmara dos Deputados. Curiosamente a mesma posição de João Alberto no Senado. Fufuquinha entrou na cota de Eduardo Cunha na Mesa. O grupo do Centrão e Baixo Clero também elegeram o 1º vice-presidente. Fabinho Liderança (PMB-MG) conhecido como o rei dos jantares para deputados.

Luís Fernando dialoga com servidores da saúde

Após manifestação dos servidores da área da Saúde de São José de Ribamar, o prefeito Luís Fernando reuniu a categoria no salão de reuniões da Câmara Municipal e ouviu dos servidores uma pauta de solicitações a cerca do salário base, gratificações específicas por categoria além de melhorias nas condições de trabalho. Luis Fernando falou das dificuldades financeiras e explicou que as gratificações dos vencimentos dos servidores estão sendo pagas atendendo a legalidade e prazos estipulados em lei. O gestor determinou análise minuciosa das gratificações e pagamento em folha suplementar para os servidores de suas respectivas áreas.

Municípios maranhenses já podem retirar negativação do Cadastro de Inadimplentes

Tema e Flávio fazem acordo para regularizar situação dos municípios

As cidades maranhenses obtiveram uma importante vitória esta semana. O governador Flávio Dino, durante reunião com o presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, prefeito Cleomar Tema (Tuntum), aprovou parecer normativo da Procuradoria Geral do Estado adotando novos procedimentos para que prefeitos e prefeitas possam retirar seus municípios da situação de negativação junto ao Cadastro Estadual de Inadimplentes (CEI).

A medida – que desburocratiza o processo e permite que os municípios sejam beneficiados com convênios e parcerias do governo estadual nas áreas da saúde, educação e assistência social – foi considerada como a primeira grande conquista deste ano para o municipalismo no estado, uma vez que, até o mês passado, a referente demanda acabava sendo judicializada, situação não vantajosa para nenhuma das partes envolvidas.

Só para se ter uma ideia, os municípios tinham que aguardar, na maioria dos casos, a obtenção de uma liminar, cujo prazo demorava até 60 dias para ser concedida,  e o estado acabava sendo condenado a pagar sucumbência de honorários.

“Trata-se de uma grande conquista, no campo jurídico e administrativo, alcançada pelas cidades. Mais uma vez, o governador Flávio Dino mostra que tem compromisso com o fortalecimento do municipalismo no Maranhão”, afirmou Cleomar Tema.

O novo parecer normativo,é importante destacar, cumpre o que reza a Lei de Responsabilidade Fiscal que, desde 2000, determina que as sanções de suspensão de transferências voluntárias não eram aplicadas as ações de educação, saúde e assistência social.

Com o novo dispositivo, a partir de agora, os gestores devem adotar os seguintes procedimentos para regularizar a situação dos seus municípios: deve ser suspenso ou baixado o registro de inadimplência no CEI pelo órgão responsável pela inscrição do município que, sob nova gestão, demonstrar que a responsabilidade pela aplicação dos recursos recebidos pelo órgão estadual e prestação de contas respectivas era de inteira responsabilidade do gestor anterior; será exigido do novo gestor que comprove semestralmente ao órgão concedente, mediante certidão, o prosseguimento das ações adotadas, sob pena de retorno a situação de inadimplência; não será obstado, por inscrição no CEI, a formalização de convênios e outras avenças com municípios quando as ações a serem conveniadas disserem respeito às áreas de saúde, educação e assistência social.

Prefeitos e prefeitas podem dirimir qualquer tipo de dúvida sobre o assunto mantendo contato com o setor jurídico da FAMEM, cujo telefone é (98) 2109 5417.

Roberto Rocha comete dupla gafe ao dizer que trabalha enquanto Flávio está em passeata

Licenciado até hoje (26), Roberto estava curtindo férias há duas semanas justamente no Ceará

O Senador Roberto Rocha parece ter perdido a noção mesmo. Ele atacou o governador Flávio Dino no Twitter afirmando que está “trabalhando” em Brasília enquanto o governador participa de ato “Fora Temer” no Ceará. Foi uma gafe dupla de Rocha.

Primeiro que o homem eleito para mostrar ao Maranhão o que faz um Senador simplesmente ficou sem trabalhar quatro meses para tratar de “assuntos particulares”. A licença de Roberto Rocha acaba hoje (26). Ou seja, quem está como senador até 26 de janeiro é o suplente Pinto Itamaraty, como informa o site do Senado Federal (veja aqui).

O senador ainda cometeu a maior barrigada porque o governador não estava no Ceará durante o ato “Fora Temer”. Flávio estava em São Luís. O Movimento dos Sem Terra (MST) convidou governadores para participarem do ato. Mas o governador do Maranhão avisou desde quando foi convidado que não poderia participar, embora fosse extremamente legítima sua participação.

Basta ver a agenda do governo para saber que Flávio estava em São Luís tendo reunião com o presidente da Famem, Cleomar Tema, e até a noite com a equipe da Sinfra planejando o início das obras de recuperação das MAs 201 e 202. As obras devem ser inciadas neste sábado (28).

Escorregada dupla.

Flávio Dino afirma que Caema não será privatizada em seu governo

O governador Flávio Dino esclareceu por meio das redes sociais a polêmica envolvendo a possível privatização da Companhia de Saneamento do Maranhão (Caema).

A polêmica surgiu por conta de uma consulta do Programa de Parceiras Públicas Privadas (PPPs) e Concessões do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) sobre a possibilidade de privatização.

“O BNDES consultou-nos sobre o seu desejo de fazer estudos técnicos e sugerir eventuais caminhos para aumentar serviços de saneamento. No futuro, iremos debater esses estudos técnicos, desde logo excluindo hipótese de privatização da CAEMA, como já reiterei diversas vezes”, explicou o governador.

O governador disse que não teria porque impedir o estudo do BNDES, mas que segue investindo na Caema para que a companhia atenda da melhor forma possível. “Estamos investindo na CAEMA para que tenha maior eficiência e consiga prestar serviços de mais qualidade. É o que a população precisa muito”.

Mas o governador deu uma pista de que um serviço privado poderia ser complementar para ampliar o saneamento. “O que não abrimos mão é de buscar ampliação do saneamento, e estamos usando todos os caminhos para isso. Nosso foco é a população”.

Waldir Maranhão cola em Flávio Dino na busca da candidatura

Waldir cola como chiclete em Flávio Dino em todos os eventos do governo

O deputado federal Waldir Maranhão (PP) anda pisando o pé do governador Flávio Dino por onde o chefe do Executivo anda. Waldir insiste que quer ser candidato ao Senado cobrando a fatura do voto contrário ao impeachment da presidente Dilma.

O pepista sabe que Weverton Rocha (PDT) e Zé Reinaldo (PSB) são os favoritos para as candidaturas ao Senado na chapa do governador. Por isso, corre para brigar por uma vaga.

Mas as candidaturas majoritárias são formadas por desejos e articulações de grupo e não por um “projeto de vida” pessoal, como afirmou Waldir. Weverton é hoje o político mais bem articulado para o Senado, tendo construído um arco de alianças até com partidos que não estão oficialmente na base do governo Flávio, como o DEM. Zé Reinaldo parece ser hoje o segundo melhor colocado na disputa, pelo respeito que tem da classe política por sua passagem pelo governo do Estado.

Isso ainda contando que o presidente da Assembleia, Humberto Coutinho (PDT), por questões de saúde, deve preferir continuar no parlamento estadual.

Waldir, Eliziane Gama (PPS) e Sebastião Madeira (PSDB) não apresentam o aporte político para candidatura ao Senado no momento.

Investimento para diminuir a necessidade de Funacs e presídios

O governador Flávio Dino entregou nesta terça-feira (17) ônibus escolares obtidos com recursos do FNDE a 18 municípios. Em outubro do ano passado foram entregues 45 ônibus, com investimento de R$ 11,7 milhões. Foram contemplados os 30 municípios com menor IDH e os que por critério técnico tem mais necessidade, como zonas rurais afastadas e um acesso mais difícil para os estudantes.

Ao entregar os veículos e destacar os investimentos na educação como Escola Digna, eleições diretas, concurso para professores, UemaSul e Iemas, o governador fez uma associação à crise carcerária no país e as polêmicas sobre a Funac no Maranhão.

“Temos visto a crise do sistema carcerário no país marcada por degolas. Existe a tentação de respostas fáceis. Mas há um limite onde a sociedade não acha alternativas imediatas. Existem limites práticos e técnicos. Ninguém quer na sua vizinhança penitenciária ou Funac. Mas acreditamos que existe solução a longo curso e sustentável. Todos nós repetimos que é preciso investir na educação, mas na labuta do dia a dia é difícil porque a educação não produz resultados imediatos. A entrega destes ônibus é singela, mas é simbólica pr dar o acesso físico à escola”, afirmou o governador.

Nova diretoria da Famem discute parcerias com o governador

O governador Flávio Dino recebeu o novo presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), o prefeito de Tuntum, Cleomar Tema, na noite desta segunda-feira (16), no Palácio dos Leões. Acompanhado de cerca de outros 30 gestores, a direção da entidade para o biênio 2017/2018 destacou que a parceria com o Governo do Estado é fundamental na defesa e no fortalecimento do municipalismo.

Eleito com 142 de um total de 146 votos – foram registrados três brancos e um nulo – Cleomar Tema foi empossado no cargo logo após a proclamação do resultado. Ainda nesta segunda-feira, o novo presidente da Famem seguiu para iniciar o diálogo e manter a parceria com o Governo do Estado.

O governador Flávio Dino ressaltou que tem plena disposição de dialogar com a entidade que representa os prefeitos, como já vinha fazendo desde que assumiu a gestão estadual em janeiro de 2015. Para ele, é muito importante que a Famem exerça esse papel de coordenação das reivindicações.

“Desde o começo do Governo eu tenho cumprido esse papel de atender a entidade, os prefeitos e vou continuar fazer agora, claro, com uma situação em que, com uma nova diretoria, novas demandas vão ser apresentadas. E nós manifestamos aqui o nosso desejo de sucesso para essa nova gestão, a nossa solidariedade para que tudo corra bem com essa entidade que é muito importante para o povo do Maranhão”, realçou.

Durante a conversa com os prefeitos, Flávio Dino enfatizou que tem recebido os gestores para conversar, em grupos ou bilateralmente, e há o empenho do Governo no sentido do diálogo mais amplo possível para que “essa relação do Estado com os prefeitos se estreite ainda mais para que nós tenhamos o que nós todos temos o dever de propiciar, que são os serviços públicos de qualidade para o povo do Maranhão”.

Além da votação recorde, o novo presidente da Famem alcançou outra marca histórica: é o primeiro presidente a comandar a Federação por três mandatos, já que presidiu a entidade nos biênios 2005/06 e 2007/08. Durante o diálogo com o governador, Cleomar Tema enfatizou que os municípios precisam das parcerias com o Governo do Estado, com o Governo Federal e com os representantes da Bancada Federal em Brasília.

“Aqui a gente discutiu os problemas de todos, não foram só os aliados do Governo, estamos aqui defendendo os interesses dos municípios. Portanto, o governador foi muito sensível, vai receber, vai discutir os problemas com a Famem”, disse Tema, depois de debater com o Governo do Estado, neste primeiro momento, acerca de temas como abastecimento de água, transporte escolar, saúde e educação. Além dos prefeitos, também participaram da reunião os secretários de Assuntos Políticos e Federativos, Márcio Jerry, e de Governo, Antônio Nunes.

Família de Hildo Rocha (adversário de Flávio Dino) é campeã de aluguéis no governo

Levantamento feito pelo blog do Garrone revela que ao contrário das denúncias de favorecimento partidário nas locações de imóveis pelo governo Flávio Dino (PCdoB), o que há é uma prova inconteste e republicana de que as assinaturas desses contratos independem das opções políticas dos proprietários desses imóveis, práticas até então desconhecidas no Maranhão.

Um dos melhores exemplos é a manutenção dos cinco contratos de aluguéis iniciados em 29 de novembro de 1987 com a família do deputado Hildo Rocha (PMDB), um dos mais ferrenhos e agressivos opositores – uma espécie de pit bull dos sarneys – da atual gestão e do PC do B no Congresso Nacional.

Os aluguéis desses imóveis no atual governo engordam mensalmente a caixinha familiar em R$ 61.242,63, embora os seus proprietários, os tios do deputado, Hildo de Amorim Rocha e José Nicodemos Rocha – este esposo da ex-procuradora-geral de Justiça, Regina Rocha – sejam oficialmente filiados ao DEM, partido nascido e criado no Maranhão sob as graças do sarneysismo e que substituiu o PFL, que era PDS e antes ainda, Arena; legenda que deu sustentação ao golpe militar de 64.

O tio Hildo Amorim é dono de três imóveis e sócio dos outros dois, com o seu irmão, José Nicodemos, o esposo das ex-procuradora de Justiça no governo Roseana Sarney, Regina Rocha.

Somente o prédio onde funciona a Escola de Governo e o Diário Oficial, na Av. Vitorino Freire, 1969, Areinha, dos tios Rocha, é alugado por R$ 48.000,00 mensais.

É evidente que ao não promover uma varredura ideológica antes de assinar qualquer contrato, o governo alugue imóveis de partidários da oposição e da situação, seja de quem for, desde que obedeça o extremo critério da Lei.

Uma simples comparação demonstra que as denúncias de beneficiamento a um filiado do PCdoB no aluguel de uma casa no bairro da Aurora para receber adolescentes infratores, promovidas pelo Sistema Mirante de Comunicação e seus satélites nas redes sociais não se sustentam.

Enquanto o dito aluguel da Aurora foi celebrado por R$ 12 mil mensais, somente os cinco da família Rocha chegam a mais de R$ 60 mil.

Se houvesse algum tipo de privilégio, quem neste caso seria o agraciado?

Veja a lista e comprove o apartidarismo no aluguel de imóveis pelo governo Flávio Dino