Entidades sindicais declaram apoio à chapa de Honorato para presidência do PT de São Luís

Há menos de um mês para o Processo de Eleição Direta do PT em São Luís, a chapa “Unidade para Renovar”, encabeçada pelo vereador Honorato Fernandes, a cada dia consegue aglutinar mais adeptos e segue se consolidando como favorita para vencer a eleição.

Honorato, que já foi líder do prefeito Edivaldo na Câmara e se tornou o primeiro vereador reeleito pelo PT na história da Câmara Municipal de São Luís, já conta com o poio de diversas tendências da legenda, além de representantes de organizações não governamentais, sindicalistas, dirigentes, profissionais liberais, secretários de governo, movimentos sociais e militantes petistas.

“A crescente adesão de pessoas e grupos que se identificam com as nossas propostas só fortalece ainda mais a luta pelo objetivo maior do nosso projeto: a defesa do legado e da história do partido dos trabalhadores”, afirmou Honorato Fernandes.

O vereador, cujo mandato sempre esteve alinhado à luta da classe trabalhadora e compromissado com o movimento sindical, recebeu declarações de apoio de diversos integrantes do movimento, dentre eles: Osvaldo Muller, presidente do Sindicato dos Comerciários; Manoel Lages, secretário de administração e finanças do Sindsep/MA; Tania Lobão Abreu/ Militante do PT/ Diretora do Sindpd-Ma/ Diretora da CUT; Rodrigo Comerciário – Diretor de Assuntos Jurídicos da Federação dos Empregados no Comércio e Serviços do Maranhão; Lauzina Morais – Presidente da Federação dos Empregados no Comércio e Serviços do Maranhão; Eduardo Pinto, Diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias dos Estados do Maranhão, Pará e Tocantins( STEFEM) , Socorro Lago – Presidenta do SindPD/MA (Sindicato de Processamento de Dados do Maranhão)e Secretária Estadual de Mulheres do PT e do Diretório Estadual do partido.

Eleição de Zé Inácio para presidente do PT ficou muito distante

O deputado Zé Inácio caiu de favorito para provável terceiro colocado nas eleições para presidente estadual do PT. O deputado caiu no conceito do eleitorado petista e hoje tem uma eleição muito mais difícil.

O afastamento gradativo de Inácio do governo complicou sua situação. Sua principal bandeira de campanha era que teria suas emendas liberadas para ajudar os companheiros e garantiria mais espaço no governo como elo do partido com o Palácio dos Leões. Promessa essa que não poderá ser cumprida com o distanciamento enorme entre o parlamentar e o governador Flávio Dino hoje.

O ponto alto do distanciamento foi o boicote do deputado à votação da MP 230, que aumenta os salários dos professores estaduais.

Baixa na chapa

A chapa de Zé Inácio ainda teve uma considerável baixa. O candidato a secretário-geral da chapa “Por um Maranhão mais justo para todos e para Lula”, Nonato Chocolate, teve o registro impugnado por estar inadimplente com os compromissos partidários do partido. Inácio tentou emplacar Chocolate na secretaria estadual de Cultura no lugar do também petista Marlon Botão. A tentativa de golpe em um companheiro mesmo sendo de outra ala do partido foi muito mal vista dentro do PT.

Chapa de Honorato é favorita para vencer a eleição do PT em São Luís

A chapa encabeçada pelo vereador Honorato Fernandes deve ser eleita para comandar o PT em São Luís. Honorato conseguiu aglutinar apoios de Grande parte da CNB, da Resistência Petista e outras tendências menores do partido. A candidatura do atual presidente, Fernando Magalhães, tem minguado e não deve se sustentar. O PED (Processo de Eleição Direta do PT) em São Luís está marcado para o dia 9 de abril.

Honorato tem dito que a sua candidatura é marcada justamente pela unidade de lideranças de todas as tendências. Mesmo pessoas ligadas a diferentes candidaturas à presidência estadual do partido têm entrado em consenso pela eleição do vereador.

“Trata-se de um esforço coletivo de vários militantes petistas que têm buscado o exercício da unidade e, como resultado, surge uma chapa plural em que se reconhece erros e se busca valorizar os acertos. A nossa proposta é resgatar militantes históricos que sonham um novo momento para o partido, apesar das dificuldades conjunturais, dispondo-se a repactuar novas relações e caminhos em defesa da sociedade”, afirmou Honorato.

Honorato foi líder do prefeito Edivaldo na Câmara e se tornou o primeiro vereador reeleito pelo PT na história da Câmara Municipal de São Luís. Neste mandato, conseguiu posto importante na Mesa Diretora da Casa e é o 1º secretário do legislativo.

O vereador tem dito que sua chapa tem diretriz muito clara de aliança com o prefeito Edivaldo e com o governador Flávio Dino. E tem o apoio do representante do PT no primeiro escalão da prefeitura, o secretário de Cultura, Marlon Botão. “O Partido dos Trabalhadores vive um momento histórico de reconstrução e fortalecimento. Se refazer internamente é o primeiro passo para recuperarmos o protagonismo conquistado. Em São Luís, o companheiro Honorato Fernandes, nosso candidato a presidente do diretório municipal, de forma inédita, reúne diversas forças que compõem o nosso partido, com o compromisso coletivo de somar para Unir e Renovar”, declarou Botão.

Berenice Gomes,Cecília Amim, Jesus Abreu, Joab Jeremias e Marlon Botão: chapa de Honorato reúne apoio de diversas tendências petistas

 

 

 

Ainda indefinido, Zé Carlos admite possibilidade de voto em Rodrigo Maia

O deputado federal Zé Carlos (PT) admitiu possibilidade de voto na reeleição de Rodrigo Maia (DEM) para a presidência da Câmara Federal. O PT não se definiu como bancada para a eleição e deverá liberar os deputados.

O único deputado federal do PT maranhense disse que não gostaria de votar em um candidato da direita, mas lembrou que Maia tem tido boa relação com a oposição ao governo Temer. “Manifestei no partido que minha intenção é de não votar em um candidato da direita. Mas entre Maia e Jovair Arantes (PTB)…”, afirmou em conversa com o titular ao admitir possibilidade de ir com o atual presidente.

Sobre a eleição do diretório estadual do PT, Zé Carlos se disse muito confiante na vitória do seu candidato, Augusto Lobato, que enfrentará o deputado estadual Zé Inácio no PED (Processo de Eleição Direta do PT).

Eleição de Tema na Famem é prestigiada

Gil Cutrim passa o bastão da Famem para Cleomar Tema

A sede da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) foi muito movimentada na manhã desta segunda-feira (16). A votação para a nova diretoria da entidade começou às 8h30 e será encerrada às 17h30. A chapa “Prefeito Humberto Coutinho”, liderada pelo prefeito de Tuntum, Cleomar Tema, é a única na disputa.

Muitos prefeitos estiveram na entidade para votar mesmo sendo uma eleição de chapa única. Também prestigiaram a eleição os deputados federais Rubens Júnior (PCdoB) e Zé Reinaldo Tavares (PSB). O prefeito de São Luís e presidente de honra da Famem, Edivaldo Holanda Júnior, também fez questão de dar seu voto.

Tema disse que vai primeiramente reunir com o governador Flávio Dino e depois realizar encontros regionais para estabelecer as prioridades de cada prefeito. “Vamos com toda diretoria da Famem marcar uma audiência com o governo do estado, apresentar a nova diretoria e começar a fazer encontros regionais para fazer um diagnóstico e junto com os prefeitos estabelecer as prioridades”

O ex-prefeito de São José de Ribamar e que deixa o comando da Famem, Gil Cutrim, disse que a entidade dá demonstração de maturidade com a eleição de consenso. Ele falou das dificuldades à frente da entidade, mas garante que deu avanços ao municipalismo.

“O municipalismo tem se fortalecido mesmo com toda esta dificuldade financeira. A Famem também sofre, onde vários municípios atrasaram a mensalidade com a Famem, mas nós não deixamos de trabalhar. Fomos um elo do município com o governo, foram muitas parcerias e eu espero que a gestão do Tema possa trazer ainda mais ganhos para o municipalismo maranhense”, pontuou Cutrim.

Famem: Comissão indefere candidatura de Irlahi e Tema é candidato único

Tema será aclamado presidente da Famem

A comissão eleitoral da Famem indeferiu a candidatura da prefeita de Rosário, Irlahi Linhares. Assim, o prefeito de Tuntum, Cleomar Tema, passa a ser candidato único à presidência da entidade.

A prefeita de Rosário teve várias pendências. Além de não registrar a chapa dentro do prazo estabelecido. Cinco membro da chapa retiraram seus nomes e não foram substituídos.

Apoio de Edivaldo

Antes de sair o resultado da Comissão, Tema havia conquistado mais um importante apoio: do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior. “Tema é um gestor experiente, já foi prefeito cinco vezes de Tuntum e duas vezes comandou a FAMEM. Tenho certeza que fará novamente um grande trabalho em favor do fortalecimento do municipalismo no
Maranhão”, afirmou Edivaldo Júnior, que é presidente de honra da Federação.

Também participaram do encontro o deputado federal Weverton Rocha (PDT); o secretário municipal de Articulação Política e ex-deputado, Jota Pinto; além  dos prefeitos Francisco Nagib (Codó), Zezildo Almeida (Santa Helena) e Idan Torres (Santa Filomena) – este último figura como candidato ao cargo de Diretor de Segurança na chapa
encabeçada por Tema.

Weverton Rocha também destacou o perfil conciliador e de municipalista nato de Cleomar Tema.

A eleição acontece nesta segunda-feira (16), das 8h30 às 17h30, na sede da entidade
municipalista, localizada no Parque Calhau, em São Luís.

Eleição da Famem mantida para dia 16; inscrições de chapas até segunda

Muito se especulou sobre a possibilidade de antecipação da eleição da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem). Mas a assessoria da entidade confirmou que a eleição está mantida para o próximo dia 16. O prazo para que os prefeitos e prefeitas interessados registrem chapas que irão disputar o comando do biênio 2017/18 encerra nesta segunda-feira (9).

O registro está sendo feito na própria sede da entidade municipalista – localizada na Rua Leblon, Quadra B, Casa 01, Parque Calhau, em São Luís – no horário das 8h às 18h.

A eleição que definirá o novo presidente e diretores acontece no próximo dia 16, das 8h30 às 17h30, também na sede da entidade.

Estão aptos a registrar as chapas prefeitos e prefeitas, cujos municípios, são filiados à Federação e que estejam com suas contribuições em dia.

Exercendo interinamente o cargo de prefeito, os presidentes das Câmaras Municipais de Dom Pedro e Bacuri poderão participar da eleição, desde que os municípios estejam adimplentes.

Gestores de municípios que não são filiados à entidade também poderão participar do pleito. Eles só precisam efetuar suas filiações até o próximo dia 13.

Prefeitos, cujas cidades, estão com mensalidades em atraso também poderão votar mediante o pagamento, que poderá ser efetuado até no dia da eleição.

A expectativa é que seja formada uma chapa de consenso encabeçada pelo prefeito de Tuntum, Cleomar Tema.

Obs: A Famem havia informado inicialmente que as inscrições iriam até sexta (6). Depois, retificou a informação, anunciando o prazo até segunda-feira (9).

Governo empossou 206 gestores escolares eleitos para escolas da rede pública estadual

Foram 206 gestores eleitos no processo eleitoral para as funções de Gestor/Diretor Geral e Gestor Auxiliar/Diretor Adjunto empossados nesta sexta-feira, em municípios presentes em 18 Unidades Regionais de Educação (UREs) do Estado. Os eleitos foram nomeados para um mandato de dois anos, comprometeram-se e assinaram um Contrato de Gestão por uma escola pública democrática e de qualidade, no qual constam responsabilidades referentes à prestação de contas, transparência na gestão, o alcance de metas, vinculadas à qualidade do ensino e da aprendizagem, entre outras.

“O foco do nosso trabalho são os nossos clientes: pais e alunos das comunidades que vamos fazer a gestão. Temos uma gestão escolhida pela comunidade escolar e isso muito nos gratifica. Todos nós aqui eleitos faremos acontecer a diferença em nossas escolas”, declarou Venina Irineu, gestora eleita da U.I. Barbosa de Godoes.

“Esse momento é histórico. Poucos estados do país escolhem os seus gestores escolares de forma democrática, ouvindo suas comunidades. Ela é uma Política de Estado na educação maranhense, instituída pelo governador Flávio Dino. É a primeira vez na história do Maranhão que vemos um governador romper um ciclo marcado por indicações político-partidárias, dando o poder de escolha de seus gestores à comunidade escolar”, destacou o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

Para a vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma), Benedita Costa, admite que a implantação do processo democrático para escolha de gestor escola era uma reivindicação antiga da categoria. “É uma alegria estar neste momento com todos que fazem educação em nosso Estado. Essa é uma luta antiga, atendida pelo governador Flávio Dino. É um momento importante, uma continuidade porque estamos na segunda eleição. A gestão democrática é composta por vários passos, sendo que a eleição é apenas um dos passos. Não basta eleger os gestores, eles precisam ter a visão da gestão democrática, contando com a participação da comunidade escolar. Esse era um anseio do Simproesemma desde 2004, que discutimos com os demais governos que passaram. O governador entendeu essa necessidade e atendeu o pedido da categoria para que de fato tivéssemos a eleição nas escolas”, disse.

Escolha democrática

Nos dois processos democrático para escolha de gestor escolar, mais de 600 mil eleitores foram mobilizados. São alunos, professores, funcionários e pais, que foram às escolas para exercer a cidadania e contribuir com o processo que desde 2015 define os gestores de escolas da Rede Pública Estadual. Neste ano, em sua segunda edição, o processo contou com a participação de aproximadamente 165 mil eleitores, em 168 escolas espalhadas em 18 UREs, trazendo novidades aos participantes, como a realização do curso de formação em gestão escolar, promovido pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), antes do início das inscrições das chapas. “Os escolhidos pela comunidade escolar que foram empossados nesta sexta já estão certificados e aptos a assumir os cargos”, explicou a Secretária Adjunta de Ensino das Unidades Regionais de Educação, Rosyajne Paula.

Nova Mesa Diretora: nome de Osmar Filho consolidado como vice e Câmara perto de acordo

vereadores

A consolidação da eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal está muito próxima. O único candidato a presidente, Astro de Ogum (PR) está caminhando para consolidar a eleição. Falta apenas fechar consenso em nome dos outros nomes da chapa.

Um dos principais entraves era o nome do vereador Osmar Filho (PDT), candidato a 1º vice-presidente. Mas, depois de muita conversa, o nome foi pacificado. Um entrave que ainda persiste diz respeito ao nome de Pavão Filho (PDT). Além do fato do nome consolidar o grupo governista, existe o problema de Pavão já estar na Mesa com um bom cargo de 1º secretário. Muitos vereadores não querem a recondução.

Pavão Filho foi questionado no programa Resenha da TV Difusora no último sábado (26) se estaria concorrendo a algum cargo na Mesa. Ele se limitou a dizer que seu nome estaria à disposição e poderia contribuir.

O nome de Pedro Lucas (PTB) também não tem mais veto e poderia assumir algum posto na Mesa.

A eleição será logo após a posse dos nova legislatura, dia 1º de janeiro de 2017.

PT começa a organizar eleição para presidente do partido no MA

ze-inacioFoi realizado neste final de semana reunião estadual de planejamento de uma corrente interna do Partido dos Trabalhadores (PT) na sede da Sintsep, localizada na Casa do Trabalhador.

A reunião teve como objetivo avaliar o cenário político brasileiro e o papel do Partido dos Trabalhadores (PT) como partido de esquerda, além de fortalecer a organização como campo político e contribuir com a construção partidária e as novas resoluções sobre o PED (Processo de Eleição Direta), Congresso, dentre outras questões.

O deputado estadual Zé Inácio falou em momento de união partidária. “A construção da unidade também perpassa a escolha do presidente do Partido, e que deve ser feita no Congresso em Abril do ano que vem. Acima de tudo, o momento é de união partidária, com a construção de posições políticas em comum,  caminhando juntos para definirmos uma tática eleitoral que unifique todas as forças do PT nas eleições de 2018”, destacou.

Vale lembrar que o atual presidente, Raimundo Monteiro, não pode ser candidato por já ter sido reeleito. Sem nenhum nome ainda lançado para concorrer, o do próprio Zé Inácio aparece com maior viabilidade.