Vereador aciona MP sobre decreto de emergência de Assis Ramos

MA10 – Na última quinta-feira (2) o vereador Zeziel Ribeiro (PSDB) protocolou, junto ao Ministério Público em Imperatriz, um pedido de averiguação da legalidade do decreto de situação de emergência publicado pela Prefeitura de Imperatriz no dia 23 de fevereiro. Segundo o vereador, a Câmara não foi consultada sobre o decreto.

A Notícia de Fato pede que haja “a instauração de procedimento administrativo no âmbito da Promotoria Especializada de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, a fim de apurar eventual conduta improba e/ou irregular do prefeito Francisco de Assis Andrade Ramos”.

Entenda o caso

No dia 23 de fevereiro, o prefeito Assis Ramos assinou o decreto nº 011/2017, que declara situação de emergência na Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos de Imperatriz, causada, segundo o decreto, por atos de administrações anteriores. Assis Ramos ressaltou que “encontrou em situação de abandono as vias públicas, trazendo sérios prejuízos ao município, essencialmente a mobilidade urbana”.

A situação de emergência, conforme o decreto tem prazo de 120 dias, visando à realização das medidas necessárias ao restabelecimento da trafegabilidade das principais vias públicas e demais corredores de trânsito de Imperatriz.

Imagem do Dia: Flávio Dino e Assis Ramos

Um encontro inusitado, mas que demonstra republicanismo das duas partes ocorre nesta terça-feira (20). O governador Flávio Dino recebeu o prefeito eleito de Imperatriz, o sarneysta Assis Ramos (PMDB).

Assis Ramos entregou um documento com medidas relacionadas às questões urgentes de Imperatriz, entre elas manter um canal direto entre as gestões estadual e municipal; estudar a implantação de um programa conjunto de benefícios fiscais, para atração de novas indústrias e visando o aumento da oferta de emprego e renda; garantir recursos para a saúde; convênio com a Uema Sul para formação e pós-graduação de professores do ensino fundamental; ampliação do sistema de captação, tratamento e distribuição de água; e inserir os servidores públicos de Imperatriz no programa de construção de moradias.

Assis, inclusive, mesmo sendo adversário político de Dino, reconheceu o trabalho de Flávio Dino em Imperatriz nos últimos dois anos.

O peemedebista derrotou a candidata do governador em Imperatriz, Rosângela Curado (PDT).

Ildon Marques, o candidato que foge do debate público

Ildon mais uma vez fugiu de ter que responder as dúvidas dos imperatrizenses.

Ildon mais uma vez fugiu de ter que responder as dúvidas dos imperatrizenses.

O candidato a prefeito de Imperatriz, Ildon Marques (PSB), simplesmente não quer participar de entrevistas e expor seus pontos de vista aos eleitores de Imperatriz. O candidato voltou a fugir de sabatinas na TV Mirante e Rádio Difusora Sul. Ele já havia fugido do programa Resenha, da Difusora Sul.

Na manhã desta quarta-feira (21), o ex-prefeito participaria de debate na Difusora Sul, mas se ausentou alegando compromissos parlamentares em Brasília.

À TV Mirante, onde também participaria de uma sabatina JMTV 1ª edição, Marques justificou a ausência com um ofício assinado pelo presidente da Câmara de Deputados, Rodrigo Maia (DEM).

O blog entrou em contato com vários dos deputados federais do Maranhão, mas nenhum dele confirmou a presença do candidato no Congresso Nacional.

Não é de hoje que Ildon Marques tem se ausentado de debates com os adversários Rosangela Curado (PDT), Assis Ramos (PMDB), Ribinha Cunha (PSC), Sandro Ricardo (PCB) e Edmilson Sanches (PPL).

As fugas, segundo assessores próximos, são estratégia de campanha para não expor a incapacidade do dono da Liliani, que, devido à idade, fragilidades físicas e psicológicas, além das condenações que responde na justiça, tem evitado qualquer tipo de confronto publico, buscando se preservar na liderança das pesquisas pelo menos até a semana que vem.

A ingratidão de Sebastião Madeira

Madeira mostra sua ingratidão mesmo com todas as ações de Flávio em Imperatriz que favorecem o tucano

Madeira mostra sua ingratidão mesmo com todas as ações de Flávio em Imperatriz que favorecem o tucano

Dizia o Alexandre Dumas que “há favores tão grandes que só podem ser pagos com a ingratidão”. Na manhã deste sábado (03), o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (PSDB), provou que o romancista francês tinha razão.

Com índices de rejeição na casa dos 70%, o tucano virou a metralhadora contra o governador Flávio Dino (PCdoB), enciumado porque o comunista subiu o palanque de Rosângela Curado (PDT).

“Votamos em massa no governador Flávio Dino, com toda a liberdade. Imperatriz se orgulha desta autonomia, desta coragem. Se não fosse essa coragem, nós não teríamos votado nele. Teríamos votado no Edinho Lobão, pois a governadora era Roseana Sarney, e ela pressionou para que se votasse no candidato dela. O povo de Imperatriz é livre, vota sem cabresto”, afirmou o gestor em um grupo de WhatsApp.

Pela lógica de Madeira, o governador tornou-se ingrato ao vestir a camisa da candidata pedetista à prefeita. É o pagamento dele pelo socorro que tem recebido do Governo do Estado.

Dino não precisa provar que seu zelo por Imperatriz independe dos interesses políticos-eleitorais de Madeira. São milhões investidos na segurança, saúde, educação, infraestrutura e saneamento. Ao contrário dele, o governador apresenta índices de aprovação que beira os 80% em toda a Região Tocantina. Basta perguntar a qualquer imperatrizense.

O que o comunista faz hoje pela candidatura de Rosângela é muito menos que o saudoso Jackson Lago (PDT) fez para eleger Madeira em 2008. Dino apenas mostrou sua preferência como cidadão e correligionário. Lago, como fiel aliado que era, literalmente tomou para si a eleição do boquirroto tucano.

Por sinal, Madeira também fez sua escolha em Imperatriz dentro de uma lógica de alianças político-partidárias. Nada mais natural, democrático e adequado para o período. Todavia, ele não poderia deixar de exercer a sua peculiar ingratidão, da qual Jackson, Roseana e Luis Fernando Silva já foram vítimas.

Assis Ramos também impugna candidatura de Ildon Marques

assis x ildonO candidato a prefeito de Imperatriz, Assis Ramos (PMDB) também impugnou a candidatura de Ildon Marques (PSB). O socialista já havia sido impugnado pelo Ministério Público Eleitoral e agora também tem a candidatura questionada diretamente por um adversário.

A Coligação “Juntos por Imperatriz”, de Assis, apresenta as provas dos atos que levaram as condenações das contas de Ildon pelo Tribunal de Contas União e pede o indeferimento de sua candidatura diante de sua “evidente inelegibilidade”.

Os advogados da chapa de Assis anexaram ao processo uma vasta jurisprudência que demonstram que a condenação pelo TCU é suficiente para inelegibilidade e que “a aplicação de verbas federais repassadas ao município em descordo é irregularidade insanável que configura ato doloso de improbidade administrativa, apta para atrair a causa da inelegibilidade”. Isto porque os processos que condenaram Ildon dizem respeito a desvio de convênio com o Ministério do Meio Ambiente.

O pedido foi protocolado na última sexta-feira (19) na 33ª Zona Eleitoral de Imperatriz.

 

Candidatura de Ildon Marques é impugnada pelo Ministério Público Eleitoral

MPE pede o indeferimento da candidatura de Ildon

Ficha suja: MPE pede o indeferimento da candidatura de Ildon

O candidato a prefeito de Imperatriz, Ildon Marques (PSB), passou a ser candidato sub judice. O Ministério Público Eleitoral impugnou o candidato ficha suja. O MPE lembra que Ildon foi condenado por atos de improbidade a perda dos direitos políticos pelo prazo de 05 anos e pagamento de multa civil.

“Cabe ressaltar que, dentre essas condenações, houve o trânsito em julgado de 02 (duas), referente aos processos nº 4545/2010 e 1601/2003”, afirma o MPE.

O promotor eleitoral Carlos Augusto Barbosa ainda citou as condenações pelos Tribunais de Contas do Estado e da União, que segundo ele, mesmo com a recente decisão do STF, de que as contas são julgadas pela Câmara Municipal, quando se trata de contas julgadas irregulares e/ou rejeitadas pelos Órgãos de Contas Estadual ou Federal, especialmente quando se tratam de tomada especial de contas em função de verbas de convênios captadas nas outras esferas da administração pública, continuam sob a competência de julgamento dos TCEs e do TCU.

Assim, o MPE pede a inelegibilidade do Ildon, tendo por consequência o indeferindo do pedido de registro de candidatura.

A falta de empenho do PCdoB de Imperatriz

Comunistas de Imperatriz precisam entender que vitória de Rosângela será vitória de Flávio

Comunistas de Imperatriz precisam entender que vitória de Rosângela será vitória de Flávio

O PCdoB de Imperatriz faz corpo mole em relação à candidatura de Rosângela Curado, do PDT. Ciente que sua reeleição em 2018 passa pela vitória da aliada na segunda maior cidade do Maranhão, o cidadão Flávio Dino já avisou que “vestirá a camisa” para derrotar o ficha suja Ildon Marques (PSB) e o delegado Assis Ramos (PMDB).

O recado do governador, no entanto, ainda não foi entendido pela “dissidência comunista emadeirada”, movimento capitaneado pelo deputado estadual Marco Aurélio.

É preciso entender que o momento de disputa dentro do grupo dinista já foi superado e o que está em jogo agora é o PCdoB ajudar a promover a vitória que significará a vitória de Flávio na cidade.

Outro lado

O presidente estadual do PCdoB, secretário Márcio Jerry, garantiu que o partido está plenamente empenhado na eleição de Rosângela Curado em Imperatriz. Para Jerry, a reclamação não procede, uma vez que o PCdoB está na linha de frente pela eleição da chapa Rosângela-Adonilson (vice do partido comunista).

Pastor Porto e PPS vão com Rosângela em Imperatriz

Porto retira pré-candidatura e PPS entra na coligação e Rosângela Curado

Porto retira pré-candidatura e PPS entra na coligação e Rosângela Curado

O PPS acertou a aliança com o PDT em Imperatriz. Com isto, o partido retira a pré-candidatura do Pastor Porto, ex-vice-governador do Maranhão e atual vice-prefeito da cidade.

A chapa Rosângela Curado-Professor Adonilson forma assim uma coligação gigantesca com 20 dos 32 partidos registrados em Imperatriz. É a maior coligação da história no Maranhão.

Rosângela chega com força política invejável.

Convenção que definirá candidatura de Rosangela Curado é neste domingo

1A Convenção municipal que definirá  a coligação que tem por majoritária candidatura de Rosângela Curado à prefeitura de Imperatriz será  neste domingo (31) , na Maçonaria da rua Alagoas.

O evento se encontra dentro do período destinado para convenções de partidos políticos determinado pelo TSE – Tribunal Superior Eleitoral, que começou no dia 20  desse mês e se estenderá até o dia 5 de agosto, quando as campanhas eleitorais serão  iniciadas.

 Rosângela  tem se destacado por conseguir unir em torno do seu projeto de governo, diversos partidos de diferentes visões políticas, inclusive o  partido governista. Ela se apresenta como um nome novo e defende a alternância de poder para o governo de Imperatriz.

Segundo ela, esse maniqueísmo político que se instalou em Imperatriz nos últimos vinte anos, com exceção apenas do governo de Jomar Fernandes (PT), impede a cidade de crescer, pois eternizam na máquina pública vícios que diminuem em muito a capacidade de desenvolvimento da cidade.  “Essa cidade merece um projeto novo, merece alternância de poder, merece dar oportunidade para quem ainda não teve oportunidade de governar, alguém com ideias novas  para a cidade de Imperatriz.” Enfatiza Rosângela.

A convenção será , das 08h às 12h da manhã, na Maçonaria da rua Alagoas, número 240, no bairro Juçara.