Começa em Ribamar neste sábado o maior e mais antigo carnaval fora de época do país

O município de São José de Ribamar, distante 26km da capital maranhense está em contagem regressiva para a realização da 71ª edição do Lava Pratos que acontece neste sábado (04) e domingo (05), na orla marítima ribamarense. O evento que já se tornou tradicional, também é considerado o mais antigo do país e atrai mais de 100 mil pessoas.

Para esta edição muitas novidades estão sendo preparadas, sobretudo atrações e um grande esquema de segurança, o que para o prefeito Luis Fernando, é essencial para o bom andamento e sucesso do evento.

“Teremos dois dias de festas com diversão e, sobretudo segurança. As famílias e os foliões poderão se divertir e concluir as festas carnavalescas de forma saudável e da melhor forma possível”, garantiu o prefeito que também anunciou a inclusão de novas atrações durante o Lava Pratos.

Além das dez atrações que compõe a programação oficial, uma parceria com o Governo do Maranhão vai garantir também a apresentação de 21 agremiações de São Luís, entre escolas de samba e blocos tradicionais.

Além do reforço nas atrações culturais, a 71ª edição do Lava Pratos também vai contar com um grande esquema de segurança. De acordo com o secretário municipal de transporte coletivo, trânsito e defesa social (SEMTRANS), Coronel Araújo, mais de 700 homens, entre guardas municipais e policiais militares atuam na segurança durante o fim de semana do evento.

“Todo o contingente policial além de segurança privada, participam do esquema de segurança em toda a área do Lava Pratos. Também contaremos com apoio de policiais do 13°BPM e CPRV, nas fiscalizações com barreira fixa permanente durante a realização do evento”, detalhou o coronel destacando também a presença da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros em terra e no mar com botes de salvamento e Defesa Civil.

Postos de atendimento da saúde, hospitais e ambulâncias do SAMU estarão de plantão além de profissionais da saúde atuarão na distribuição de preservativos e campanhas educativas de prevenção contra doenças sexualmente transmissíveis.

Programação

No sábado (04), o agito tem início às 21h, com os shows do grupo N’Gandaya; banda Da 1 Rollé; e banda Energia.

No domingo (05), a programação tem início mais cedo, às 13h30, com Samba de Boa; Leiliane Frazão e Banda; Banda Regional Fenix; MC Afonso Twister; Bicho Terra, Pepê Júnior, Gargamel e Os Smurfes além de 21 agremiações entre escolas e blocos tradicionais.

A programação completa do Lava Pratos 2017, está disponível no www.sjr.ma.gov.br/carnaval.

Favela do Samba é a grande Campeã do Carnaval 2017

Com o enredo “União… São Luís… Artur Azevdo… um templo do povo… O templo do carnaval”, a Favela do Samba conquistou mais um título do carnaval de São Luís em 2017. A Escola levou o 17º título e se tornou a maior campeã da cidade.

A homenagem ao Teatro Arthur Azevedo rendeu um belo desfile na Passarela do Samba e uma pontuação final de 239,7. A Favela ficou à frente da Turma do Quinto por 5 décimos.

As escolas de samba foram avaliadas em nove quesitos: alegorias e adereços, bateria, comissão de frente, enredo, evolução e conjunto, letra do samba, fantasia, melodia, mestre sala e porta bandeira.

1º – Favela do Samba – 239,7

2º – Turma do Quinto – 239,2

3º – Flor do Samba – 239

4º – Império Serrano – 238,4

5º – Turma de Mangueira – 238,4

6º – Marambaia do Samba – 237,8

7º – Terrestre do Samba – 234,2

8º – Mocidade Independente da Ilha – 231,5

9º – Túnel do Sacavém – 231,4

10º – Unidos de Fátima – 233,7 (penalidade de cinco pontos)

11º Unidos de Ribamar – 231,9 (penalidade de 10 pontos)

Luís Fernando participa da folia de bairros em São José de Ribamar

Alegria, diversão e muita irreverência com direito a explorar fantasias, marcaram a abertura oficial do carnaval de São José de Ribamar. O prefeito ribamarense, Luis Fernando, que esteve acompanhado do vice, Eudes Sampaio, do secretário de Turismo, Esporte, Cultura e Lazer, SEMTUR, Edson Calixto, abriu oficialmente a folia momesca visitando os circuitos oficiais montados em vários pontos da cidade.

Neste domingo, (26), Luis Fernando visitou a área da Matinha. No local, ele e a comitiva, foram recebidos por uma verdadeira multidão, que esteve embalada por marchinhas que colocaram os integrantes dos blocos organizados pra dançar.

A foliã Vanessa Dias disse ser impossível não se contagiar com o carnaval, “Essa é uma festa única e a população precisa prestigiar, principalmente aqui em São José de Ribamar que já tem tradição”, chamou a atenção, a estudante que veio do município de Timbiras pra pular carnaval.

Já o prefeito, Luis Fernando, afirmou que a festa é do povo e por isso programada com respeito e responsabilidade para atender a todos os públicos.

“Apesar de recebermos um município totalmente sucateado, não vamos permitir que áreas tão importantes como a cultura de um povo sejam atingidas. Desde a antecipação da primeira parcela do pagamento dos cachês das brincadeiras até mesmo a programação cultural, de segurança, atendimento, saúde, e limpeza pública, foram pensados obedecendo às orientações da Promotoria Pública que disciplina o carnaval”, detalhou o prefeito enaltecendo o trabalho conjunto para a realização do carnaval 2017.

O prefeito Luis Fernando ainda visitou os circuitos das Vilas e Parque Vitória. No total mais de 120 agremiações (blocos organizados, escolas de samba, blocos afro, bandas, artistas locais, dentre outros), começam a se apresentar nos oito circuitos oficiais montados nas áreas da Sede e Vilas, Parque Vitória, Matinha, Mata Grande, Vila Sarney Filho, Turiúba, e Nova Terra.

Em cada um dos espaços foi montada uma força tarefa para a limpeza pública dos locais e garantir que os foliões tenham conforto na hora de cair na folia. O secretário Edson Calixto afirmou que a medida segue até o ultimo dia oficial do carnaval.

“Com o carnaval é natural que a demanda de visitantes aumente e com isso o lixo também. Portanto para garantir a ordem e limpeza, além de ações de conscientização, foi montada uma estratégia especial de limpeza para garantir a ordem nos circuitos oficiais”, reiterou.

Para garantir a segurança, o plano de ação integrada envolvendo a Polícia Militar, Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros, colocou nas ruas mais de 500 homens distribuídos em todos os circuitos durante a festa momesca além de demais localidades do município.  

Nesta segunda-feira (27), Luis Fernando visitou os circuitos, Caras e Bocas no Viva Mata além do Circuito Vila Sarney Filho.

Blocos tradicionais empolgaram público da Passarela na noite de sábado

A segunda noite de programação da Passarela do Samba Chico Coimbra, no Anel Viário, atraiu centenas de famílias e foliões da cidade, no último sábado (25). Desfile e concurso de dezesseis agremiações de blocos tradicionais do grupo A marcaram a programação da noite do Carnaval de Todos, organizado pela Prefeitura de São Luís e Governo do Estado. O concurso da Passarela é um dos momentos mais importantes para os grupos, que mantém um processo de produção parecido com o das escolas de samba.

“A gente avalia que é preciso priorizar esse que é um grande espetáculo que envolve sentimento e regionalidade. O carnaval é explosão de alegria do povo e o prefeito Edivaldo junto com o governador Flávio Dino tornaram prioridade a realização do evento, no intuito de valorizar a cultura da nossa cidade. Nós desejamos que até terça-feira tenhamos todos um carnaval alegre, pra cima, com todas as famílias. Agradecemos também ao trabalho e empenho de todas as secretarias envolvidas”, destacou o vice-prefeito Júlio Pinheiro, que acompanhou a programação.

Este ano, a Passarela do Samba está realizando uma campanha solidária de arrecadação de alimentos que serão doados para a Associação de Parentes e Amigos dos Excepcionais (Apae). Os ingressos para a Passarela do Samba são adquiridos mediante a doação de 1kg de alimento não perecível, que é doado para a instituição. A iniciativa tem tido apoio do público. “Eu acho importante doar porque tem muita gente que precisa dessa ajuda. Todos os anos, eu venho para a Passarela porque é o lugar mais apropriado para vir com a família, sobretudo eu que tenho filhos pequenos. É mais seguro e confortável”, disse Dolores de Jesus, 32 anos, do Bairro de Fátima.

Além dela, outras famílias e grupos de amigos marcaram presença com muita alegria e paixão pelos blocos tradicionais. Com abadás padronizados, mulheres vestidas de “Penélopes Charmosas” agitavam a arquibancada com uma grande faixa de torcida pelo bloco Os Vampiros. “A cultura do bloco tradicional é uma tradição e uma paixão pra gente. Antigamente, nós éramos estimuladas pela rivalidade da disputa e isso foi mudando com o tempo. Nós amamos todos os blocos e nossa torcida tem muito amor e respeito pela diversidade dos grupos. Cada uma de nós tem algum amor ou familiar que desfila em diferentes blocos”, falou a foliã Rosângela de Azevedo.

Secretário de Cultura de Pinheiro pede demissão em pleno carnaval

Uma crise grave em meio ao principal evento turístico de Pinheiro: o carnaval. O secretário de Cultura do município, Algenir Ferreira, pediu demissão do cargo, e colocou uma bomba no colo do prefeito Luciano Genésio.

Algenir afirmou ao blog do Vandoval Rodrigues que já está decidido para deixar o cargo e só está cumprindo protocolo. Um dos carnavais mais tradicionais do interior do estado, esta edição tem sido muito criticada.

O carnaval de Pinheiro que se tornou o mais criticado de todos os tempos depois que o prefeito de Pinheiro, decidiu ocupar parte do corredor da folia com camarotes, ter oficializado a cerveja Devassa com a única a ser consumida no principal circuito, cercado a Praça José Sarney e cobrado valores exorbitantes aos ambulantes.

Dia de abertura da programação oficial da Passarela do Samba

Começa nesta sexta-feira (24), a programação da Passarela do Samba. Será uma grande festa e a expectativa é que 250 mil foliões prestigiem os cinco dias de desfiles e apresentações no sambódromo que compõe a programação do ‘Carnaval de Todos’, uma parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís. O encerramento promete muita alegria com o Baile Popular animado pelo Blocão do Bicho e outras atrações locais.

A abertura será feita a entrega da chave da cidade à Corte Momesca. O ‘Carnaval de Todos’, este ano vem com uma vertente solidária. O folião que for prestigiar os desfiles na Passarela do Samba deve levar um quilo de alimento não perecível que deverá ser torcado pelo ingresso na bilheteria, que estará aberta a partir das 15h. O fruto da arrecadação será doado para Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae).

“Esta é uma parceria que firmamos com a Apae para doação de alimentos, toda a arrecadação será destinada para esta entidade. Além disso, a Corte de Momo está com uma agenda social para visitar diversas instituições, ONGs, hospitais, escolas, bibliotecas e associações. Queremos percorrer o maior número de espaços de folia da cidade e levar cultura a cada ponto de São Luís”, ressaltou o secretário municipal de cultura, Marlon Botão.

Na noite de sexta-feira (24), passarão pela avenida os blocos tradicionais do grupo B. Boêmio do Ritmo, Apae, Gaviões do Ritmo, Renovação do Ritmo, Alegria do Ritmo, Kambalacho do Ritmo, Os Diplomáticos, Fênix, Os Baratas, Os Inacreditáveis, Príncipe da Meia Noite, Os Vingadores, Os Tradicionais do Ritmo, Os Curingas, Os Guerreiros do Ritmo, Dragões da Liberdade e Companhia do Ritmo se apresentam na primeira noite da programação.

Mais de 85 atrações entre blocos tradicionais, turmas de samba, blocos organizados, escolas de samba, alegorias de rua, tribos de índio e blocos afros desfilarão este ano, além do show de encerramento. Todos os dias, a programação inicia às 18h com apresentação de grupos de tambor de crioula no entorno da passarela. A apuração do Concurso acontece no Cine Teatro da Cidade, dia 1º de março, quarta-feira de Cinzas, a partir das 15h.

O evento é promovido pela Prefeitura de São Luís e Governo do Estado em parceria com a Liga das Escolas de Samba do Maranhão (LIESMA), Associação Maranhense de Blocos Carnavalescos (AMBC) e Academia de Blocos Tradicionais do Maranhão (ABTEMA).

A Passarela conta com 200 metros de pista, 22 camarotes (20 pessoas cada), espaço institucional com capacidade para 140 pessoas, 27 cabines de jurados, 500 lugares no espaço de acessibilidade, capacidade para 3 mil foliões nas arquibancadas, 100 banheiros ecológicos e cinco barracas de comercialização de produtos. Este ano, uma novidade é o Espaço Folia, que fica próximo à pista e tem capacidade para 1.200 pessoas por dia.

As arquibancadas passaram por adequações na estrutura, contando com duas saídas de emergência, com orientação do corpo bombeiros. A infraestrutura conta também com Segurança privada, Guarda Municipal, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária, Limpeza, Trânsito e Transporte, Serviços de Saúde (prevenção, atendimento e urgência).

Serão comercializados 18 camarotes, cada um com capacidade para 20 pessoas, para os interessados em acompanhar os desfiles e concurso em espaço reservado. Cada camarote está sendo comercializado na Galeria Trapiche das 8h às 12h.

CARNAVAL DA PASSARELA DO SAMBA 2017 – PROGRAMAÇÃO
DIA 24/02– SEXTA-FEIRA
A partir das 18 horas: apresentação de grupos de tambor de crioula, no entorno da passarela;
Desfile dos Blocos Tradicionais do Grupo B
Boêmio do Ritmo
APAE
Gaviões do Ritmo
Renovação do Ritmo
Alegria do Ritmo
Kambalacho do Ritmo
Os Diplomáticos
Fênix
Os Baratas
Os Inacreditáveis
Príncipe da Meia Noite
Os Vingadores
Os Tradicionais do Ritmo
Os Curingas
Os Guerreiros do Ritmo
Dragões da Liberdade
Companhia do Ritmo
DIA 25/02– SÁBADO
A partir das 18 horas: apresentação de grupos de tambor de crioula, no entorno da passarela;
Desfile dos Blocos Tradicionais do Grupo A
Vinagreira Show
Os Vigaristas
Os Guardiões
Os Trapalhões
Os Brasinhas
Os Vampiros
Reis da Liberdade
Príncipe de Roma
Os Foliões
Originais do Ritmo
Os Gladiadores
Os Especialistas do Ritmo
Os Feras
Os Tropicais do Ritmo
Os Tremendões
Os Apaixonados

DIA 26/02 – DOMINGO
A partir das 18 horas: apresentação de grupos de tambor de crioula, no entorno da passarela;
Desfile das Turmas de Samba
Ritmistas de São José de Ribamar
Ritmistas da Madre Deus
Vinagreira do Samba
Fuzileiros da Fuzarca
Desfile dos Blocos Organizados
Unidos do Porto Grande
Os Cobras das Estrelas
Beatos do Samba
Os Liberais
Mocidade de Fátima
Desfile das Escolas de Samba
Unidos de Ribamar
Unidos de Fátima
Terrestre do Samba
Império Serrano
Turma de Mangueira
Favela do Samba

DIA 27/02 – SEGUNDA-FEIRA
A partir das 18 horas: apresentação de grupos de tambor de crioula, no entorno da passarela;
Desfile de Alegorias de Rua (Tijupá, Casinha da Roça, Tapera e o Corso das Virgens)
Desfile dos Blocos Organizados
Os Gorjeadores
Pau Brasil
Kanto Kente
Turma do Saco
Vila Izabel
Dragões da Madre Deus
Desfile das Escolas de Samba
Mocidade Independente da Ilha
Túnel do Sacavém
Flor do Samba
Marambaia
Turma do Quinto

DIA 28/02– TERÇA-FEIRA
A partir das 18 horas: apresentação de grupos de tambor de crioula, no entorno da passarela;
Desfile das Tribos de Índios
Upaon Açu
Tupinambás do Anjo da Guarda
Guajajaras
Curumim
Carajás
Sioux
Kamayura
Tupinambás do Iguaiba
Itapoan
Tupiniquins
Tapiaca-Uhu
Guarani
Desfile dos Blocos Afros
Gdam
Didara
Neto de Nanã
Akomabu
Juremê
Aruanda
Abiê-Mayo
Omnirá
Abibimã
Officina Affro

ENCERRAMENTO – Baile Popular, animado pelo Blocão do Bicho e shows locais.

Prefeitura de São Luís elege Corte Momesca para o Carnaval 2017

Muita alegria, simpatia e samba abrilhantaram o concurso da Corte Momesca para o Carnaval 2017 em São Luís. O Cine Teatro da Cidade foi palco, nesta sexta-feira (10), para a disputa que coroou Mateus Lobato e Andressa Taina como Rei Momo e Rainha; Glycia Fernandes e Dayanne Evelly, como Princesas. Eles desfilarão pela cidade durante as festas carnavalescas feitas por meio da parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís.

Na abertura da Passarela do Samba, a corte receberá a chave da cidade como marco oficial de abertura do Carnaval 2017. “O tradicional concurso da Corte Momesca mantém viva nossa cultura, que é plural. É um evento consolidado em nosso calendário pela importância que a Corte tem em ser o símbolo do Carnaval e por ter a responsabilidade e compromisso de nos representar em todos os eventos carnavalescos até o ano seguinte”, disse o secretário municipal de Cultura, Marlon Botão.

Este ano a passarela inicia as atividades no dia 24 de fevereiro e a abertura oficial tem a participação do Rei Momo, Rainha e Princesas. “A gestão do prefeito Edivaldo tem trabalhado para continuar a garantir políticas culturais para a cidade. Somos reconhecidos nacionalmente por uma terra rica em cultura e com o Carnaval não é diferente, queremos que São Luís cresça a cada ano e se destaque entre as outras cidades do Brasil”, observou Marlon Botão.

DISPUTA

Para a disputa acirrada concorreram 14 candidatos. “Não imaginava que um dia eu pudesse representar minha cidade e manter vivo o espírito carnavalesco, ainda mais por ser minha primeira participação no concurso. É uma alegria ter recebido esse presente e não irei decepcionar. De agora em diante pretendo participar sempre, pois já senti que o clima é maravilhoso e será uma festa belíssima”, destacou Mateus Evangelista Ferreira Lobato, eleito Rei Momo do Carnaval 2017.

A Rainha, Andressa Taina Lima de Sousa, estava muito emocionada com o resultado e não conteve as lágrimas. Ela participou pela segunda vez do concurso e recebeu a coroa da Rainha de 2016, Amanda Neves. “Participei em 2015 e não levei nenhum título, porém isso não me fez desistir e voltei este ano com o intuito de ser a Rainha do Carnaval de São Luís. Estou muito feliz pelo esforço ter sido recompensado”, disse.

Glycia Fernandes Diniz Pinheiro e Dayanne Evelly Louzeiro da Silva também foram eleitas na noite, como 1ª e 2ª Princesas, respectivamente. Ambas participaram pela primeira vez do concurso e garantiram que farão com que o Carnaval de São Luís seja lembrado pela Corte com muita alegria, determinação e samba no pé.

A programação também contou com o desfile da Corte da 3ª Idade e o grupo Divina Batucada. Autoridades locais e a Corte Momesca de 2016 marcaram presença, além de Veiga Júnior, eleito sete vezes para Rei Momo em São Luís. “O Rei Momo é uma figura antiga que vem das navegações, da alegria e da festa. É uma grande responsabilidade para a corte carregar a cultura carnavalesca da cidade. É importante a Prefeitura ainda manter vivo esse costume”, destacou.

PREMIAÇÃO

A Corte Momesca eleita receberá a seguinte premiação: ao Rei Momo e Rainha do Carnaval serão pagos R$ 5.000,00 (cinco mil reais) e às duas Princesas escolhidas, a premiação será de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais), para cada.

A Comissão de Avaliação Artística (julgadora) foi composta por Nedilson Machado (jornalista e colunista social), Aberlado Telles (bailarino), Meireles Júnior (fotógrafo), Joel Jacinto (jornalista) e Vanessa Serra (jornalista e produtora cultural), que avaliaram quesitos como simpatia e espírito carnavalesco; desembaraço, sociabilidade e facilidade de expressão; harmonia no conjunto; domínio na arte de sambar, entre outros.

Botão garante que pagamento das agremiações será feito a tempo e carnaval de Passarela irá acontecer

O secretário municipal de Cultura de São Luís, Marlon Botão, concedeu entrevista ao Bom Dia Maranhão, da TV Difusora, e garantiu que com o esforço concentrado da prefeitura de São Luís e do governo do Estado, as agremiações carnavalescas receberão o subsídio e  carnaval de Passarela será realizado com grandeza na capital.

A estrutura da Passarela também está garantida. Nos próximos dias deve começar a montagem da passarela. Botão ressaltou a dificuldade financeira, mas que apesar do desafio, a unidade com o governo e com a Câmara Municipal garante que o carnaval de Passarela possa acontecer.

O governo do estado havia sinalizado antecipar os R$ 70 mil para cada Escola para que pudessem desfilar. Por enquanto, o repasse ainda não ocorreu, e está sendo buscado uma viabilidade jurídica a ser realizado via Lei Estadual de Incentivo à Cultura ou via convênio com a Prefeitura. A prefeitura repassará mais R$ 60 mil para as Escolas.

‘Réveillon de Todos’ inicia programação com praça lotada e muito samba

Com a Praça Nauro Machado lotada e uma emocionante homenagem ao samba, a festa do ‘Réveillon de Todos’ teve início nesta sexta-feira (30), e segue com programações neste sábado (31) e domingo (1º). Pela estimativa da Polícia Militar, cerca de seis mil pessoas acompanharam a festa, que contou com a participação de sambistas locais e nacionais.
Para o governador Flávio Dino a programação do réveillon é mais uma programação preparada pelo Governo do Maranhão e que reflete a política de valorização dos artistas maranhenses e de ocupação dos espaços públicos da cidade. “Essa é a nossa visão principal de ocupação dos espaços públicos, uma política cultural ampla, que contempla os vários estilos, gêneros, expressões da cultura do Maranhão e do Brasil”, ressaltou o governador.
“Estamos mais uma vez valorizando os espaços públicos da cidade e com essa programação encerramos um trabalho de muita valorização da cultura maranhense em diversos momentos ao longo do ano, e o resultado é esse, a população sempre prestigiando as nossas programações”, disse o secretário de Estado da Cultura e Turismo, Diego Galdino.
A noite começou animada com a participação do DJ Jards Macaco tocando o melhor do samba de breque, estilo musical derivado do samba e muito popular. Era notório que Macaco sabia como empolgar o público, mantendo-os em uma vibração constante e levando-os, sobretudo, a dançarem como se estivessem em um salão de samba de gafieira. Sempre que o DJ entrava em ação, as paredes ao lado da praça ganhavam as cores e brilhos do videomapping, com mensagens positivas para o novo ano.
Em seguida, o grupo “Vamu di Samba” fez uma apresentação memorável, tocando seus grandes sucessos e comemorando, no palco, seus 20 anos de carreira ao lado da cantora Rose Maranhão.
A noite ainda guardava um show de apoteose para o samba maranhense. O show ‘Samba de Terreiro’, com a abertura da talentosa cantora Lena Machado, brindou os espectadores com grandes apresentações dos artistas Josias Sobrinho, Patativa, Joãozinho Ribeiro, Fernanda Garcia e um dos precursores da história cultural do samba em São Luís, Zé Pivó.
Zé Pivó, o mestre, como é chamado pelos artistas mais jovens, percebe a extensão da bagagem do samba como sendo seu principal trunfo e comenta sobre a emoção de cantar na primeira noite de homenagem aos 100 anos do samba. “Eu sou sambista, fico muito emocionado de tocar com tanta gente jovem. Eu nasci no bairro João Paulo e o samba feito no Maranhão nasceu lá no meu bairro, quando eu era mais jovem e lembro de ter ingressado na Turma da Mangueira (escola de samba mais antiga da capital do Maranhão). Portanto, é muita bagagem para um estilo musical tão bem difundido no mundo e que só cresceu desde sua criação. O Samba é um ritmo genuinamente brasileiro”, destacou.
Na plateia, assistindo às apresentações, estavam as irmãs Lucilene e Luciane Amorim que elogiaram a estrutura do evento. “O evento está muito bom, organizado, o som está maravilhoso e nos sentimos seguras aqui na Praia Grande”, afirmou.
Além das irmãs Amorim, a professora Clarice, que veio da cidade de Balsas, junto com sua família para ver o grande espetáculo que é o Réveillon, credita a diversidade de atrações na programação do evento como sendo um dos fatores principais de terem escolhido a ilha do amor como roteiro para o final de ano. “Estamos gostando muito. Viemos ver o grande show da noite também, o (show) da cantora Leci Brandão”, esclarece a professora.
Leci, que entregou ao público um show fiel às suas raízes e extremamente compatível com o tamanho do sucesso de sua carreira, enfatizou o quanto se sente pertencente a cidade de São Luís e acentuou o carinho do público ao recebê-la na cidade. “Aqui eu me sinto em casa. Eu amo esse carinho do povo maranhense. Todos acenando para mim com a mão só demonstra que eles sabem que eu não sou celebridade, eu sou comunidade”, e defende a importância do samba para a cultura nacional. “O samba tem que ser mais valorizado no país, não só por ser a música da alegria, mas também porque o samba agrega, une, o samba é o Brasil”, finalizou.
E a programação de celebração do centenário do Samba continua neste último dia de 2016, com destaque para o grande show da virada do ano, com Jorge Aragão, que se apresenta no prolongamento da Avenida Litorânea, próximo ao Rio Pimenta.

Começa nesta sexta-feira a grande festa do ‘Réveillon de Todos’

Tudo preparado para a grande festa do ‘Réveillon de Todos’ que terá início nesta sexta-feira, 30, na Praça Nauro Machado, Centro de São Luís, a partir das 18h. A festa será promovida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur), Prefeitura Municipal de São Luís e com o patrocínio Grupo Mateus.

Nesta primeira noite de festa, o grande homenageado será o samba, que completou este ano oficialmente 100 anos. Na programação estão confirmados o show de grandes nomes da música brasileira, além de apresentação de grupos locais e discotecagem de DJs.

Às 18h, entre em cena o DJ Jards Macaco, com o melhor do samba de breque e muitos clássicos. Em seguida, o grupo maranhense Vamu di Samba, com 20 anos de carreira, mostra o melhor do samba feito na Ilha do Amor. Às 20h é a vez do Show Coletivo com artistas locais, entre eles Patativa, Lena Machado, Fernanda Garcia, Joãozinho Ribeiro e Josias Sobrinho, que levarão aos espectadores toda a ginga do samba maranhense, com composições autorais e já conhecidas do público.

O momento mais aguardado da noite será o show da consagrada sambista Leci Brandão, autora de sucessos como Zé do Caroço, Fogueira de uma paixão e Isso é Fundo de Quintal. Nascida no bairro de Madureira, no Rio de Janeiro, e criada em Vila Izabel, Leci Brandão foi a primeira mulher a fazer parte da ala de compositores da Mangueira.

Para encerrar em grande estilo a primeira noite de comemorações ao centenário do samba, o grupo Samba Ceuma apresenta um repertório já conhecido do público maranhense com canções populares do samba nacional e ludovicense.

O ‘Réveillon de Todos’ segue com programação especial até o dia 1º de janeiro. Amanhã, no prolongamento da Avenida Litorânea, próximo ao Rio Pimenta, o samba volta a dar o compasso. A programação começa às 19h, com shows do Grupo Argumento, do Feijoada Completa e do poeta do samba, Jorge Aragão.