Compra de lagostas foi autorizada por Luís Fernando quando era chefe da Casa Civil

Do site Maranhão da GenteLUIS FERNANDO Luis Fernando autorizou compra de lagostas quando chefiava a Casa Civil

Lagostas, camarões, variados sabores de sorvete e patinhas de caranguejo são alguns dos itens que colocaram Roseana Sarney (PMDB) em situação constrangedora perante a mídia nacional no último mês de janeiro, quando anunciou os pregões para escolha das empresas que abasteceriam as geladeiras oficiais. Este é um episódio já conhecido pelo seu ex-secretário da Casa Civil, e atual pré-candidato à sucessão estadual, que já autorizou compra semelhante enquanto comandava a pasta.

Abastecer as geladeiras oficiais com iguarias é uma prática conhecida por Luís Fernando, que autorizou, quando secretário da Casa Civil entre 2010 e 2012, a compra de 410 tipos de comestíveis que somavam 68,2 toneladas de alimentos sofisticados. Na ocasião, o levantamento feito pela Revista Época revelou as extravagâncias do então secretário Luís Fernando, orientado pela gestora do estado Roseana Sarney. Com base em informações divulgadas no Diário Oficial, a revista informou que sob o comando de Luís Fernando o valor dos contratados na compra de iguarias para as geladeiras oficiais cresceu 40% entre os anos de 2011 e 2012.

Em 2011, o valor máximo estimado nos editais era de R$ 916.225, dos quais R$ 813.099 foram contratados. No edital de R$ 1,67 milhão de 2012, como apontaram dados do governo do estado, R$ 1,14 milhão foi contratado.

Além da crise das lagostas, o pré-candidato ao governo do Estado também enfrentou acusações de ter firmados convênios marcados por irregularidades quando era prefeito de São José de Ribamar, convênio este questionado em auditoria do Tribunal de Contas do Estado

O outro lado

Em relação a questão dos convênios, a assessoria de imprensa de Luís Fernando informou que todas as “as contas de responsabilidade do ex-Prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva, (2005 a 2010) foram devidamente aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Especificamente, as do exercício financeiro de 2010 foram aprovadas na sessão plenária do dia 22/05/2013”. No caso da compra de lagostas, quando era Secretario da Casa Civil, a assessoria do pré-candidato do PMDB ainda não se manifestou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *