PRFs fazem vaquinha para custear tratamento de câncer de cadela

 

Há dois anos ao lado da Unidade Operacional da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-010 em Porto Franco, a 720 quilômetros da capital maranhense, uma cadela deu a luz a três filhotes. Cuidando dos cães, ela pouco saía em busca de comida e de água.

“A história que segue não é de acidente na rodovia, prisão de condutor embriagado, auxílio à usuário ou apreensão de drogas ou qualquer outro tipo de ocorrência policial, mas de um gesto de carinho e de respeito aos animais”, relata a PRF no Maranhão para contar o ‘causo’.

Alguns policiais observaram a presença do animal e sentiram a necessidade de colocar água e alimento para os novos vizinhos. Desde então, os bichinhos se hospedaram ali e passaram a viver nos arredores do posto policial. Os filhotes foram adotados por usuários da via. A cadela ficou sozinha novamente e logo foi batizada carinhosamente de “Baleia”, baseado no livro Vidas Secas, de Gracilianos Ramos.

Nos últimos dias, os policiais plantonistas observaram que Baleia não estava bem. Foi aí que uma PRF formada em veterinária examinou o animal e constatou que ela apresentava um tipo de câncer. Imediatamente os agentes fizeram uma “vaquinha” entre eles e daí foi iniciado o tratamento da cadela. Após 15 dias, o quadro de saúde de Baleia é excelente e o ferimento já se encontra praticamente sarado.