Polícia Federal indicia nigerianos clandestinos que atracaram em navio

A Polícia Federal informou nesta sexta-feira (23), a conclusão das investigações sobre a ação deflagrada que resultou na prisão em flagrante de quatro nigerianos e um camaronês, que ocorreu no último domingo (18).

O grupo que estava preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, serão indiciados pela prática do crime tipificado no art. 261 do Código Penal Brasileiro, ou seja, expor a perigo embarcação ou aeronave, própria ou alheia, ou praticar qualquer ato tendente a impedir ou dificultar navegação marítima, fluvial. Com pena de reclusão de dois a cinco anos.

Até o momento, os estrangeiros se encontram sob a responsabilidade da empresa Wilhelmsen Ships Service do Brasil Ltda, sendo fornecidos aos clandestinos, por aquela empresa, hospedagem, vigilância e alimentação enquanto transcorrem os procedimentos administrativos .

Os autos foram encaminhados para apreciação do Ministério Público Federal e Justiça Federal.