Lei que suspende taxa para educadores físicos em academias está ameaçada

A Lei que permite que um personal acompanhe um aluno e não pague taxa extra por isso está ameaçada. É que a justiça decidiu pela manutenção da cobrança em duas redes de academias da capital maranhense. A decisão cabe recurso e já há uma articulação para que uma lei estadual permita que o trabalho seja realizado sem esta cobrança.

A decisão é da 4ª Vara da Fazenda Pública. A Lei municipal número 6.462 foi sancionada em março desse ano, garantindo aos profissionais de educação física o direito de acompanhar os alunos durante os treinamentos sem a cobrança extra. As duas academias que conseguiram na justiça reaver as cobranças, alegam que a a lei municipal é inconstitucional.

Profissionais de educação física já andam preocupados com a possibilidade de outros estabelecimentos de São Luís, seguirem o mesmo exemplo. Um grupo formado por mais de 200 profissionais de educação física, conseguiu levar a discussão para o legislativo estadual.Na próxima semana, haverá uma votação com o intuito de transformar esse direito, também em uma lei estadual.