Assalto a residência pode ter motivado acidente com morte no Anel Viário

A Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) investiga um acidente que matou na madrugada deste domingo (07) uma jovem identificada como Rania Brenda dos Santos Silva, 16 anos, e feriu outra pessoa, o João Francisco Moraes. Ambos teriam participação em assalto à residência do outro envolvido no acidente, Pablo Silva Lima.

A casa de Pablo, localizada no bairro Anjo da Guarda, teria sido invadida pelas vítimas do acidente e por outra dupla, que dava apoio à ação criminosa em uma segunda moto. Após o roubo, de onde teriam sido levados celulares, dinheiro e outros pertences, Pablo teria saído em perseguição aos autores do assalto pela Avenida dos Portugueses, na área Itaqui-Bacanga.

Na altura do retorno do Bacanga, próximo à Capela de São Pedro, Pablo e os supostos envolvidos no assalto se envolveram em acidente. O Instituto de Criminalística (ICRIM) foi acionado para periciar o local e, somente após a liberação do laudo, será possível identificar se trata-se se acidente ou de homicídio.

Testemunhas teriam relatado à Polícia Militar que ouviram tiros disparados pelas vítimas contra Pablo. Após o acidente, ele permaneceu no local e foi conduzido até a SHPP para prestar esclarecimentos. Não há informações sobre os suspeitos que estavam na outra moto.

João Francisco Moraes foi encaminhado para o Hospital Clementino Moura, o Socorrão 2, e durante a manhã passou por procedimento cirúrgico. Devido ao procedimento, a polícia ainda não pegou detalhes sobre com a vítima. Com ele, foi apreendido um revólver calibre 38.

A Superintendência também já solicitou as imagens do circuito de segurança da área, via Centro Integrado de Polícia e Segurança (CIOPS), que vai mostrar a dinâmica da colisão. Pablo deve ser intimado novamente a comparecer à SHPP, e se colocou à disposição para oitivas. Por ter residência fixa e estar colaborando com as investigações ele foi liberado e não houve motivação para prisão em flagrante.
Caso o laudo indique que houve homicídio, Pablo Silva será indiciado e responderá pelos crimes praticados. A polícia investiga os antecedentes criminais das vítimas.