PM diz que mulheres detidas após suposta pichação resistiram à prisão

A Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH) solicitou nesta terça-feira (18) à Secretaria de Estado de Direitos Humanos (SEDIHPOP) apuração de uma ação policial realizada na noite da última segunda-feira (17), no Arraial da Praia Grande, em São Luís.

No vídeo, que circula nas redes sociais, policiais militares aparecem empurrando duas jovens para o interior de uma viatura. Segundo a Polícia Militar, as duas estariam supostamente resistindo à prisão, depois de terem sido flagradas tentando pichar prédios tombados. Uma pequena quantidade de drogas foi apreendida com as duas.

As mulheres, que não tiveram as identidades reveladas, foram conduzidas para o Plantão de Polícia Civil das Cajazeiras. Ainda de acordo com a PM, a guarnição agiu dentro dos princípios da legalidade e disse que as ações mais enérgicas se deram em virtude da injusta tentativa de agressão física aos policiais, bem como à resistência à prisão.