Com ocorrências de chuvas, Imperatriz entra em estado de calamidade pública

Força tarefa foi montada em Imperatriz nas primeiras horas, desta sexta-feira (05), liderada pelo gestor do Município, Assis Ramos. Ele decretou Estado de Calamidade Pública, diante da maior chuva que caiu na segunda maior cidade do Maranhão, nos últimos dez anos.

Segundo a Defesa Civil, mais de 100 mm de chuvas se precipitaram sobre Imperatriz nas últimas 12 horas, isso depois das chuvas igualmente torrenciais de domingo para segunda-feira. Os bairros mais afetados foram Vila Ipiranga, Grande Cafeteira, Parque Alvorada I e II, Vila Redenção I e II, Bacuri, Vila JK, Santa Rita, São José e Mutirão, com cerca de 800 famílias atingidas, sendo que este número poderá aumentar nas próximas horas.

Para Assis, as providências emergenciais são importantes e necessárias, mas o município precisa de uma grande obra de drenagem. “Sabemos que quando a chuva é grande transborda tudo mesmo, mas um grande projeto de drenagem pode minimizar esses efeitos. Já fizemos mais de oito quilômetros de drenagem, no entanto isso requer muito dinheiro, coisa que o Prefeitura não dispõe no momento, então temos dialogado com os parlamentares e o Governo Federal com esperança de que ainda neste mandato possamos pelo menos ter o projeto com recursos suficientes para sua execução”, afirmou.

Além de Imperatriz, Caxias, Pindaré-Mirim, Alto Turiaçu, Santa Helena e Boa Vista do Gurupi estão entre as cidades mais afetadas pelas chuvas.