Barragens do Maranhão devem ser vistoriadas em até 90 dias

O Governo Federal decidiu intensificar fiscalizações em barragens espalhadas pelo Brasil. No Maranhão, as vistorias devem ocorrer em até 90 dias.

Das 81 barragens que existem no Maranhão, uma é de rejeitos e fica na cidade de Godofredo Viana e outra é de resíduos, localizada em São Luís, pertencente à Alumar. Todas as barragens são fiscalizadas semestralmente pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA).

Por conta de uma barragem de rejeitos que pertence à Vale que rompeu na semana passada em Brumadinho-MG, causando muita destruição e dezenas de mortes já contabilizadas, o Governo Federal resolveu intensificar as fiscalizações de outras barragens espalhadas pelo país. No Maranhão, pelo menos 10, devem passar por essas vistorias no prazo de até 90 dias.

Duas barragens são consideradas de alto risco, a do Rio Flores em Joselândia e a do Bacanga, localizada em São Luís. Essa classificação está relacionada ao grande volume de água que elas recebem. De acordo com a SEMA não há motivos para preocupações e estão sob controle.