Osmar Filho destaca Câmara Itinerante e Parlamento Metropolitano no NHD

O presidente eleito da Câmara Municipal de São Luís para o Biênio 2019/2020, vereador Osmar Filho (PDT), foi o entrevistado desta sexta-feira (04) no programa Na Hora D, apresentado pelo jornalista Jeisael Pacheco. Osmar, que tem 32 anos, é o mais novo presidente desde a fundação da Câmara Municipal, que é a quarta mais antiga do Brasil.

“A gente está carregando uma geração e eu tenho dito por onde passo que a gente não pode decepcionar, a gente não pode fracassar, temos que corresponder a toda essa expectativa. Que não é só uma expectativa pessoal, mas é a expectativa de um colegiado, de toda a Casa e de toda uma sociedade. Então, eu tenha plena convicção que os 31 vereadores estarão unidos”, disse Osmar Filho.

Durante a conversa com o jornalista, o presidente eleito falou sobre dinamismo para dialogar com a população para que, através da nova gestão, seja possível discutir in loco a situação da cidade e de cada região, através da “Câmara Itinerante”. Por essa estratégia, seriam realizadas sessões em pontos da capital maranhense para que sejam debatidos os indicadores de cada área a fim de avaliar, por exemplo, o sistema público de saúde, da educação e infraestrutura. Em seguida, esses encaminhamentos seriam direcionados através de relatórios a quem diz respeito cada demanda.

Falou sobre o “Parlamento Metropolitano”, que irá envolver as Câmaras Municipais para que temas em comum entre os municípios da Grande Ilha, como segurança, transporte público ou resíduos sólidos, possam ser analisados de forma conjunta e sejam solucionados.

“Todo e qualquer cidadão reside em um município e é claro que cabe à gestão municipal, sob a fiscalização das Câmaras de Vereadores, dar conta de todos os problemas. Mas eu tenho acompanhado, e a conjuntura e o sistema também mostram, que essa repactuação de todo o bolo orçamentário no país não é justa. Por que a maior parte fica com União, uma outra parte com o Estado e a menor parte com os municípios para darem conta de tudo. Então eu tenho apelado aos congressistas, ao próximo Congresso que irá ser empossado no dia 1° de fevereiro, que possam rever, discutir e defender o municipalismo, dar uma atenção maior ao municípios, possam repactuar essa distribuição do bolo orçamentário para que os municípios tenham mais autonomia de investir”, garantiu o presidente do PDT sobre o Pacto Federativo.

Ao final deste ano, afirmou que a Câmara Municipal completa este ano 400 anos e realiza pela primeira vez concurso público para preenchimento de vagas na Casa, as inscrições podem ser feitas no site da Fundação Sousândrade.