Preso 5° suspeito de envolvimento em assassinato de prefeito de Davinópolis

Foi preso na tarde desta terça-feira (11) o quinto envolvido na morte do prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva. Douglas da Silva Barbosa é motorista de aplicativo e foi levado à delegacia de Imperatriz por volta das 16h30.

Quatro mandados de prisão foram cumpridos ainda pela manhã, contra o mecânico José Denilton Feitosa Guimaraes, o Baca Rica, Gean Dearlen dos Santos Neres, presos em Imperatriz nos bairros Bacuri e Entroncamento, o policial militar Willami Nascimento da Silva, preso em Grajaú, e o policial militar lotado em Dom Eliseu-PA, Francisco de Assis Bezerra Soares.

Segundo os delegados que atuam nas investigações, estão previstas para esta quarta-feira (12) mais uma prisão e dois mandados de busca e apreensão. Segundo o delegado Jeffrey Furtado, que responde pela Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) no interior, a Polícia Civil trabalha para descobrir quem são os mandantes e quais as motivações para que todos respondam perante a justiça dadas às suas participações no crime.

O delegado da SHPP em Imperatriz, Praxisteles Martins, informou à TV Difusora Sul que os envolvidos teriam recebido alta quantia em dinheiro, valor que ainda não foi divulgado. Disse também que não há dúvidas de que se trata de um crime de pistolagem.

Os nomes dos envolvidos no crime começaram a ser levantados já na segunda semana da investigação. As equipes de polícia continuam em campo. Os mandados de busca e apreensão podem ajudar a polícia a identificar a arma utilizada no crime e o carro que pode ter dado suporte.

 

ASSASSINATO DE IVANILDO PAIVA (PRB)

O corpo do prefeito de Davinópolis, cidade a 660 quilômetros, foi encontrado em um matagal no povoado Mata Grande. O veículo de Ivanildo Paiva, uma caminhonete branca, foi localizado próximo a uma propriedade dele em uma rodovia estadual que dá acesso à cidade. Já uma caminhonete de cor preta, com registro de roubo e chassi raspado, foi abandonada próximo à mata do 50° Batalhão de Infantaria de Selva em Imperatriz, com o celular da vítima dentro do veículo. O crime chocou a cidade, que tem pouco mais de 12.500 habitantes.

Em 2008 o filho do prefeito, o universitário Ivanildo Paiva Barbosa Júnior, foi sequestrado e assassinado. Na época, a polícia concluiu que tratava-se de crime de encomenda e que até um policial militar do Piauí esteve envolvido no sequestro. A vítima tinha 19 anos e havia desaparecido no dia 13 de setembro. O carro dele foi achado na Estrado do Arroz sem placas, já o corpo localizado uma semana depois em uma cova rasa próximo ao lugar onde o carro foi abandonado.