Sargento do CBM suspeito de matar vizinho é liberado após depoimento

Prestou depoimento na manhã desta segunda-feira (03), na Delegacia do João Paulo, Gedson Raimundo Araújo Diniz. O sargento do Corpo de Bombeiros teria alvejado os vizinhos Carlos Magno Pereira e o irmão dele, Paulo Magno Pereira, no bairro Ivar Saldanha na última sexta-feira. Carlos Magno morreu na frente da casa do sargento e o irmão dele, que foi atingido na perna, não corre risco de morte.

Gedson Raimundo se apresentou ao lado do advogado, foi ouvido e liberado em seguida. Durante depoimento, segundo o delegado Joviano Furtado que é responsável pelo caso, o sargento confessou o crime, disse que alvejou as vítimas em legítima defesa e confirmou a versão de que atirou contra as vítimas porque elas estavam apedrejado a sua casa.

As discussões entre os irmãos e o sargento seriam antigas. Segundo familiares das vítimas, os irmãos sofrem de doenças mentais e, por isso, teriam crises de agressividade. Outras três pessoas ainda devem ser ouvidas na delegacia do João Paulo e a arma utilizada no crime vai ser periciada.