Decretada prisão preventiva de suspeitos capturados em operação no Quebra Pote

Os oito suspeitos de integrarem organização criminosa presos em Operação Policial no Quebra Pote na última quinta-feira (22) tiveram suas prisões preventivas decretadas em audiência de custódia realizada na tarde desta segunda-feira (26). O juiz da 1ª Vara Criminal de São Luís, Ronaldo Maciel, converteu as prisões em flagrante dos oito suspeitos, entre eles policiais militares, em prisões preventivas. A operação realizada na comunidade Arraial, no Quebra Pote, revelou esquema de contrabando de armas, bebidas e cigarros.

O delegado Tiago Bardal, ex-superintendente de estadual de Investigações Criminais, foi exonerado do cargo por suspeita de envolvimento com a organização criminosa e teve o pedido de prisão preventiva  solicitado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Maranhão durante a sexta-feira (23).  Em relação à situação do delegado, a audiência de custódia realizada na tarde de hoje não apresentou novidades. Tiago Bardal segue à disposição do Poder Judiciário.

Leia mais sobre o caso

Pedido de prisão preventiva de Tiago Bardal é realizado

Suspeitos de integrarem organização criminosa, PMs são presos em operação