Caso Nenzim: decretada prisão preventiva de Mariano Júnior

O Juiz Iran Kurban Filho, titular da 2ª Vara da comarca de Barra do Corda, converteu a prisão temporária do Manoel Mariano de Souza Junior, suspeito de cometer homicídio contra o próprio pai, em prisão preventiva.

Mariano Júnior conhecido como “Júnior do Nenzin”, filho do ex-prefeito de Barra do Corda, está preso desde o último dia 8 de dezembro no Complexo Penitenciário São Luís.

Foto: MA10.

O tiro que matou Nenzin teria saído de dentro do interior do veículo onde ele estava com o filho, de acordo com o Secretário de Segurança do Maranhão, Jefferson Portela. Ele dá detalhes do crime. “O tiro partiu de um revólver calibre 38, no interior do veículo. Nós vamos definir, porque assim, saíram da casa só os dois. Não havia terceira pessoa no momento da saída. Para um estranho é impossível prever a parada para uma necessidade fisiológica. Só se tivesse alguém no local previamente combinado, que aí também teria participação com uma parada para esta finalidade. Mas quem saiu com ele, com o pai, foi exatamente o Mariano Júnior”, contou Portela. O mandado de prisão para Mariano Jr. foi expedido na noite da quinta-feira (7).

ENTENDA

Mariano Souza, o “Nenzin”, foi assassinado com um tiro no pescoço enquanto fazia caminhada junto com o filho suspeito de envolvimento no assassino, num loteamento próximo ao Moradas do Rio Corda. A morte do ex-prefeito causou grande comoção no meio político e também  na população do município.

Outros dois homens suspeitos de participação no crime já foram presos. Os dois homens, que trabalhavam para a família do ex-prefeito, são apontados como cúmplices na morte de Nenzin.