Explosão de caldeira em vulcanizadora em Bacabal mata dois funcionários

Dois homens morreram no início da tarde desta segunda-feira (31) após uma explosão na Vulcanizadora União, vulcanizadora de pneus que funciona na BR-316, no distrito industrial de Bacabal (interior do Maranhão).  Os funcionários César Balvino Júnior, de 25 anos, e Damião Everton de Oliveira, com idade não informada, morreram na hora e seus corpos ficaram despedaçados. Além das duas vítimas fatais, havia outro funcionário no momento do acidente. Gilvan Almeida foi ao banheiro no momento do acidente, o que salvou sua vida. A vulcanizadora operava de forma irregular, uma vez que o Corpo de Bombeiros não tinha conhecimento do funcionamento da mesma. A unidade da Vulcanizadora União onde aconteceu o acidente foi interditada.

César Balvino Júnior já havia alertado os responsáveis sobre alterações na caldeira, que apresentava temperaturas acima do devido – segundo relatos de amigos e colegas. Eles informaram que César temia que algo pior poderia acontecer, pois apenas medidas paliativas foram tomadas.

O corpo das vítimas ficou completamente despedaçado. O proprietário da Vulcanizadora União, ainda não identificado, enviou dois advogados ao local para dar assistência às famílias.

De acordo com Samuel David, repórter da TV Difusora de Bacabal que esteve no local do acidente, a explosão foi tão violenta que os membros dos corpos das vítimas ficaram divididos os a ponto de não ser possível identificar a quem pertencia cada parte.

A Vulcanizadora União possui em média 10 funcionários, que usam apenas fardamento comum. O acidente será investigado pelo Delegado Regional Elson Ramos, da 16ª Delegacia de Polícia Civil.