“Banho de mar” gera polêmica entre governador e deputado

Em período de pré-aquecimento para a campanha eleitoral de 2018, os dois grupos políticos do Estado, que devem se enfrentar nas urnas nos próximo ano, resolveram escolher como o tema para navegar no duelo verbal pelas redes sociais a polêmica questão das condições das praias da orla marítima de São Luís.

O mais recente estopim das trocas de farpas entre políticos da oposição e a cúpula do governo do Estado foi a reportagem divulgada pelo jornal “Folha de São Paulo”, a partir de um levantamento feito no Brasil inteiro e que considerou “impróprias “ para o banho todas as praias da capital maranhense.

A reportagem foi repercutida na internet pelo deputado estadual Adriano Sarney(PV). Em postagem feita no facebook , o parlamentar comentou o caso e acusou o governo do Estado “gastar dinheiro público em propaganda para divulgar que as praias estavam despoluídas”

O parlamentar acrescentou ainda que a balneabilidade das praias maranhenses “ é instável já que depende de variáveis como maré e chuva e não do tratamento adequado do esgoto. Se as praias fossem despoluídas em nenhum momento ficariam impróprias para o banho”.

A reportagem do jornal paulista e a repercussão dada ao caso pela oposição provocou a imediata reação do governador Flávio Dino(PC do B) por meio das redes sociais. No twitter, onde ele costuma sempre fazer manifestações a respeito de temas relacionados ao governo do Estado, Flávio Dino contestou a reportagem e assegurou que atualmente as praias da ilha já podem ser consideradas aptas para o banho.
“Hoje estive por horas em uma das nossas praias, como faço sempre. Povo se divertindo no mar. Só os donos de ilha privada estão chateados” comentou o governador
Ainda a respeito  do assunto el,e acrescentou mais algumas  alfinetadas dirigidas à oposição:“Deturpando dados sobre as praias, eles acham que atrapalham Governo. Mas atrapalham de verdade o turismo, bares, restaurantes etc. Essa gente nunca se preocupou com as praias. Nós estamos trabalhando para consertar mais esse erro deles. E estamos avançando.. Estranha obsessão da oligarquia de ver praias de São Luís poluídas. Coisa de gente que tem ilha privada para seu lazer, sem se “misturar”” comentou Flávio Dino.

 

jan/2017 : Flávio Dino grava vídeo na praia e garante que “banho de mar” é bem seguro

O homem forte do governo Flávio Dino, também resolveu entrar na polêmica. Em breve postagem no twitter, Márcio Jerry, Secretario de Comunicação Social e Assuntos Políticos,  também contestou a reportagem da “Folha de São Paulo” . Ele garantiu que as praias da capital maranhense agora estão sem apresentar nenhum problema no tocante a questão da balneabilidade e sentenciou ““As análises das águas realizadas reafirmam: maioria das praias despoluídas. E o trabalho de despoluição avançando”

Novela antiga

A disputa de narrativas em torno das situação das praias maranhenses, especialmente as da orla marítima de São Luís faz parte de um enredo que há tempos é abraçado por grupos políticos do Estado. Em 2012, quando Roseana Sarney, tia do deputado Estadual Adriano Sarney, era governadora e exercia o quarto mandato, o então Secretário Estadual de Saúde, e homem forte do governo na ocasião, Ricardo Murad, cunhado de Roseana Sarney fez questão de tomar um “banho de mar” para mostrar que as praias da capital maranhense estavam aptas para este tipo de lazer.

 

Out/2012: Ricardo Murad, toma banho de mar e afirma que praias não oferecem problemas

Na ocasião, o Palácio dos Leões também contestava manifestações da oposição a respeito deste assunto. Recentemente, o governador Flávio Dino repetiu o gesto de Ricardo Murad e gravou um vídeo divulgado nas redes sociais, feito dentro da praia, no qual garantia que não existe nenhum problema na questão da balneabilidade das praias de São Luís.

Como o tema ainda gera controvérsias e motiva um intenso debate na arena da disputa política, é possível que o assunto entre na pauta do debates na Assembléia Legislativa  Por enquanto, o tema agita o debate político nas redes sociais e provoca embates apaixonados entre simpatizantes do governo e da oposição, cada um colocando no outro a “carapuça” pelos problemas da orla marítima da cidade, que se tornaram uma das ondas prediletas na qual os dois lados  gostam muito de surfar, claro que ninguém  não quer dar o “braço a torcer” e adotando aquele ditado tipicamente maranhense sempre prefere “puxar brasa para a sua sardinha”.